Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Seul celebra decisão de Pyongyang em suspender testes nucleares e de mísseis

Presidente sul-coreano Moon Jae-in e o líder norte-coreano Kim Jong-un irão se encontrar na próxima sexta-feira (27).
EFE

O governo da Coreia do Sul qualificou neste sábado (21) como um "progresso significativo" para a desnuclearização da Coreia do Norte a decisão do regime de Pyongyang de suspender os seus testes atômicos e de mísseis, assim como o fechamento de seu centro de testes nucleares.

Em um comunicado enviado pelo gabinete presidencial sul-coreano, Seul considerou que "a decisão da Coreia do Norte é significativa para a desnuclearização da península coreana" e disse, além disso, que "ajudará a criar um ambiente muito positivo para o sucesso das próximas cúpula intercoreana e entre o Norte e Estados Unidos".

O governo sul-coreano se comprometeu em preparar o iminente encontro entre seu presidente, Moon Jae-in, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, previsto para o próximo dia 27, de modo a "liderar o caminho para a desnuclearização e paz duradour…

Arábia Saudita planeja transformar Qatar em uma ilha

Um grupo de investimento da Arábia Saudita planeja abrir um canal na fronteira com o Qatar, transformando assim o emirado em uma ilha, informou o jornal saudita Sabq.


Sputnik

Segundo o jornal, um grupo de investidores, composto por nove empresas, pretende criar um balneário ao longo do canal escavado ao largo de toda a fronteira com Qatar. O plano do projeto contempla concluir as obras em 12 meses, e aguarda a aprovação das autoridades.


Vista de Doha - capital do Qatar
Doha, capital do Qatar © AP Photo/ Hassan Ammar

O jornal informa que o canal terá 200 metros de largura, profundidade entre 15 e 20 metros, e a extensão de 60 quilômetros. Desse modo, o canal poderá receber todos os tipos de embarcação e conectar as regiões sauditas localizadas nos dois extremos da fronteira por hora terrestre com o país vizinho.

O valor total do projeto será de, aproximadamente, 750 milhões de dólares norte-americanos. As novas margens do reino serão transformadas em praias e devem receber pelo menos cinco grandes hotéis. Além disso, novos portos devem ser construídos e uma zona econômica livre deve ser implementada.

A edição destaca que o canal será de propriedade exclusiva da Arábia Saudita, pois será escavado no território do país, com uma distância de um quilômetro até a fronteira oficial com o Qatar. A margem do canal mais próxima da fronteira será transformada em uma zona militar, para aprimorar as defesas de Riad.

Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Bahrein romperam as relações diplomáticas com Qatar em junho do ano passado, acusando o país de apoiar o terrorismo.


Postar um comentário