Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Quem vai receber 'resposta esmagadora' do Irã pelo atentado em Ahvaz?

No sábado (22), militantes armados abriram fogo contra uma parada militar na cidade de Ahvaz, matando 29 pessoas e ferindo outras 60. O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, que perdeu 12 de seus militares no atentado, prometeu que o Irã daria uma "resposta esmagadora" aos envolvidos no ataque. Mas de quem Teerã irá se vingar?
Sputnik

A responsabilidade pelo atentado foi assumida pelo Movimento Democrático Patriótico Árabe de Ahvaz (Al-Ahvazia), ligado à Arábia Saudita.

O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, comentando a tragédia, afirmou que os atacantes receberam dinheiro da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos e que tinham sido apoiados pelos EUA.

Ex-chefe do Conselho de Cultura da administração presidencial iraniana, doutor Abbas Amirifar, acredita que por trás do ataque em Ahvaz estão países do Ocidente que "têm uma atitude hostil perante o Irã".

"Vale destacar que os terroristas que disseram estar envolvidos no atentado instalaram-se no Oc…

Ataque com mísseis deixa mortos e feridos em aeroporto na Síria

Inicialmente, TV estatal síria afirmou que os Estados Unidos eram os suspeitos de ter feito o ataque


Por G1


Quatorze militares sírios e combatentes aliados morreram nesta segunda-feira (9) em um ataque com mísseis contra o aeroporto militar sírio de Taifur, na província de Homs, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH). O governo de Bashar al-Assad e a Rússia responsabilizaram Israel pelo bombardeio.

Resultado de imagem para base t-4 siria
Reprodução

A ONG diz que dois mísseis atingiram a base, que abriga tropas do exército sírio, do Hezbollah e forças iranianas.

A Sana, agência oficial de notícias do regime sírio, afirmou que "a agressão israelense no aeroporto T-4 foi realizada por aviões F-15 que lançaram vários mísseis". Inicialmente, a agência tinha acusado o governo dos Estados Unidos. "Neste momento, o Departamento de Defesa não está conduzindo ataques aéreos na Síria", negou o Pentágono em um comunicado, de acordo com a Efe.

O ministério russo da Defesa afirmou que dois aviões F-15 do exército israelense atacaram a base aérea entre 3h25 e 3h53 horário de Moscou (21h25 e 21h53 de Brasília, de domingo) com a ajuda de oito mísseis teleguiados a partir do território libanês, sem penetrar no espaço aéreo sírio", segundo a France Presse.

Israel advertiu em várias oportunidades que não aceitará que o Irã, seu grande inimigo, estabeleça trincheiras militares na Síria e bombardeou alvos iranianos neste país.

Tensão com os EUA

O ataque e a acusação contra os EUA da parte do governo sírio ocorrerem após o presidente americano, Donald Trump, acusar o governo de Bashar Al-Assad de ter feito um ataque químico na cidade de Duma, na região de Guta Oriental.

No Twitter, Trump afirmou que haverá "um preço alto a ser pago". "Muitos mortos, incluindo mulheres e crianças, em um ataque químico absurdo na Síria. A área da atrocidade está cercada pelas forças sírias, deixando-a inacessível para o resto do mundo", escreveu.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas