Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Ataque de milícias mata soldado de paz e faz 11 feridos na República Centro-Africana

Um soldado de paz morreu e outros 11 ficaram feridos nesta terça-feira durante uma troca de tiros com milícias Anti-balaka, de maioria cristã, na República Centro-Africana.


Eleutério Guevane | ONU

Em nota, as Nações Unidas anunciaram que a confrontação decorreu em Tagbara numa base temporária da Missão da ONU no país, Minusca. O local fica 60 km a nordeste de Bambari, a segunda maior cidade centro-africana.


Integrante da Minusca na República Centro-Africana. Foto: ONU/Catianne Tijerina
Integrante da Minusca na República Centro-Africana. Foto: ONU/Catianne Tijerina

Recuperação

As Nações Unidas informaram que a ação das tropas de paz seguiu-se a várias horas de tiros das milícias. O secretário-geral, António Guterres, enviou uma nota de condolências à família do militar falecido e desejou pronta recuperação aos feridos.

Em nota separada, a Minusca anuncia a descoberta de corpos de 21 civis, que incluem quatro mulheres e o mesmo número de crianças em Tagbara.

Base

Antes, a operação de paz recebeu informações de que o grupo Unidade pela Republica Centro-Africana teria raptado 23 pessoas.

Todo o grupo foi libertado pacificamente pela Minusca e segundo as Nações Unidas, passou a noite na base temporária por razões de segurança. A operação de paz condenou os atos com veemência.

No sábado, uma operação conjunta das forças de paz da ONU e as Forças Armadas centro-africanas libertou 15 pessoas que foram feitas reféns pelo Exército de Resistência do Senhor. O grupo de civis foi raptado próximo da cidade de Obo.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas