Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Expansão da OTAN na Europa é uma 'relíquia da Guerra Fria', diz Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse em entrevista à imprensa sérvia publicada nesta quarta-feira (horário local) que a Rússia não quer uma nova corrida armamentista.
Sputnik

"Não vamos fechar os olhos ao desdobramento de mísseis de cruzeiro dos EUA [na Europa] e sua ameaça direta à nossa segurança. Teremos que tomar medidas eficazes de retaliação. Mas como país responsável e sensato, a Rússia não está interessada em uma nova corrida armamentista", afirmou.


Segundo o presidente russo, Moscou enviou em dezembro a Washington algumas propostas sobre a manutenção do Tratado INF. Além disso, Putin destacou que a Rússia está pronta para um diálogo sério com os Estados Unidos sobre toda a agenda estratégica.

No entanto, os Estados Unidos parecem ter uma política de "desmantelamento" em relação ao controle global de armas, acrescentou o presidente russo.

Durante a entrevista aos meios de comunicação sérvios, Putin também instou os parceiros ocidentais a estabelecer um …

Bomba da Segunda Guerra evacua quase 10 mil pessoas na Itália

Uma operação para desarmar uma bomba da Segunda Guerra Mundial em Bolonha, no norte da Itália, provocou a evacuação de 9,4 mil pessoas neste domingo (8) - todas as que residem em um raio de 800 metros do local do explosivo.


Pars Today

O artefato, de fabricação britânica, pesa 213 quilos e foi encontrado em um canteiro de obras na capital da Emília-Romana. O trabalho do esquadrão antibombas começou durante a manhã e só terminou por volta de 17h40 (horário local), quando os cidadãos puderam voltar para suas casas. 

Bomba da Segunda Guerra evacua quase 10 mil pessoas na Itália

O explosivo deve ser removido nesta segunda-feira (9) para uma pedreira, onde será detonado. "Gostaria de agradecer sobretudo aos cidadãos, que suportaram uma espera mais longa do que se previa", declarou o secretário de Proteção Civil de Bolonha, Alberto Aitini.

A descoberta de bombas da Segunda Guerra Mundial é algo relativamente comum na Itália. A última havia sido achada em março passado, em Fano, na costa leste do país, e a operação de remoção do artefato, também de fabricação britânica, forçou a evacuação de 23 mil pessoas. (ANSA)

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas