Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Bombardeiros supersônicos chegam à base norte-americana no Qatar (VÍDEO)

Bombardeiros supersônicos não nucleares dos EUA, B-1B Lancer, chegaram à base aérea Al-Udeid no Qatar para substituir os bombardeiros estratégicos B-52 Stratofortress estacionados na área de responsabilidade do Comando Central dos Estados Unidos desde 2016.


Sputnik

O Comando Central da Força Aérea dos EUA anunciou no domingo passado no seu Twitter que dois B-1B Lancer tinham chegado ao Qatar em 31 de março.


Resultado de imagem para AUAB Welcomes Back the B-1 Lancer
B-1B Lancer da USAF na Al Udeid Air Base, Qatar | Reprodução

De acordo com o portal Military.com, a missão principal dos bombardeiros é apoiar a Operação Inherent Resolve, realizada pela coalizão internacional na Síria e Iraque contra os terroristas, assim como a operação Freedom's Sentinel (Sentinela da Liberdade, em português), nome da campanha dos EUA no Afeganistão.

Em 2016, um coronel da Força Aérea estadunidense afirmou ao canal Fox News que o bombardeiro "pode colocar uma arma de 2 mil libras [907 quilos] em uma maçaneta de porta a 15 milhas [24 quilômetros] na escuridão da noite e com o pior tempo".

No entanto, o jato, que entrou no serviço nos anos de 1980, está começando a mostrar sinais de envelhecimento. De acordo com o sargento-mestre Bruce Pfrommer, que trabalha com o avião há 20 anos, o B-1B avaria com muito mais frequência agora.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas