Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Caças da OTAN levantam voo para escoltar avião russo sobre mar Báltico

Aeronaves da OTAN, que estão exercendo regularmente missões de patrulhamento e reconhecimento sobre o mar Báltico, teriam levantado voo uma vez na semana passada para escoltar aviões russos.


Sputnik

Previamente, o Ministério da Defesa da Rússia declarou que todos os voos das aeronaves russas são realizados em conformidade com as regras internacionais do uso do espaço aéreo sobre águas neutras, sem violar fronteiras de outros Estados.


Resultado de imagem para ilyushin il-20
Ilyushin Il-20M | Reprodução

"De 16 a 22 de abril, os caças da Força Aérea da OTAN, que estão exercendo regularmente missões de patrulhamento e reconhecimento sobre o mar Báltico, teriam levantado voo uma vez para escoltar aviões militares russos", diz o comunicado do Ministério da Defesa da Lituânia.

Segundo dados do ministério russo, em 16 de abril, os caças da OTAN detectaram e escoltaram avião russo Il-20 que estava em trajeto do território principal da Rússia para seu enclave — região de Kaliningrado.

O comunicado também destaca que "a aeronave voou com o transponder desligado, com plano de voo apresentado com antecedência, já a tripulação manteve contato com o centro regional de coordenação de voos".

Os países bálticos não possuem aviões aptos para patrulhamento aéreo. Por isso, desde abril de 2004 (após sua adesão à OTAN), a vigilância do espaço aéreo tem sido efetuada por aviões dos países-membros da Aliança Atlântica, em conformidade com o princípio de rotação.

Postar um comentário