Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Caças norte-americanos F-35 têm 'DNA soviético'?

A família de aviões de combate furtivos de quinta geração Lockheed Martin F-35 Lightning II tem uma "ascendência soviética" e possui características parecidas com o Yak-141 soviético, segundo um artigo publicado no portal norte-americano Task and Purpose.


Sputnik

De acordo com a edição, a criação do novo avião furtivo dos EUA foi possível devido à queda da "cortina de ferro".


Caça F-35 (foto de arquivo)
F-35 Lightning II © flickr.com / US Air Force

Assim, segundo escreveu o autor do artigo, Brad Howard, em 1991, as empresas Lockheed e OKB Yakovlev fecharam um acordo de colaboração que inclusive deu acesso da empresa norte-americana a informações sobre o Yak-141, incluindo dados dos testes, que demoraram "anos de desenvolvimento" a recolher.

"Tratava-se de informação de importância crítica que ajudou a iniciar a criação dos motores –os corações dos F-35 modernos", assinalou Brad Howard.

Comparando as duas aeronaves, o autor frisou que não é correto considerar o F-35 como um "herdeiro direto" do Yak-141, uma vez que o perfil aerodinâmico e sistema de estabilização dos aviões são diferentes.

"Contudo, quase certamente os dados obtidos do projeto soviético VTOL [Decolagem e Aterrissagem Vertical] foram utilizados durante a elaboração da versão VTOL F-35 Joint Strike Fighter. Por conseguinte, os F-35 deve ao programa de armamentos da época soviética ao menos uma parte de sua existência", concluiu o autor.

O Yak-141 é um caça supersônico embarcado soviético V/STOL desenvolvido pela Yakovlev. A aeronave tinha como objetivo principal a proteção de grupos aeronavais contra aviação inimiga, bem como realização de ataques contra alvos terrestres e de superfície. O avião realizou seu primeiro voo em 1987, contudo, devido a vários fatores, não foi adotado em serviço do exército soviético.

F-35 Lightning II é uma família de caças-bombardeiros multifuncionais de quinta geração desenvolvida pela empresa norte-americana Lockheed Martin. O avião realizou seu primeiro voo em 2000 e 12 anos mais tarde foi adotado em serviço do exército norte-americano.

Comentários

Postagens mais visitadas