Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vídeo mostra momento do encontro do submarino argentino Ara San Juan

Profissionais que operavam um dos veículos submarinos foram os primeiros a ver em tela as imagens da embarcação, que estava desaparecida desde 15 de novembro do ano passado. Submarino foi localizado a 907 metros de profundidade.
Por G1

Um vídeo divulgado neste domingo (18) mostra as primeiras imagens do submarino Ara San Juan, no momento em que profissionais da empresa Ocean Infinity o localizaram. O encontro foi anunciado pela Marinha da Argentina na madrugada de sábado.


No vídeo é possível ver quando a equipe que opera um dos veículos que fazia as buscas vê a embarcação pela primeira vez em uma região de cânions (espécie de rios submarinos), a 907 metros de profundidade, e a 600 km da cidade de Comodoro Rivadavia.

O Ara San Juan desapareceu em 15 de novembro de 2017, com 44 pessoas a bordo, e sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma á…

Casa Branca: EUA não atacam Síria, mas consideram todas as opções

EUA ainda não iniciaram ataques contra Síria, mas Washington está considerando todas as opções.


Sputnik

"Estamos monitorando a situação atual. Todas as opções estão sendo consideradas", afirmou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, referindo-se ao suposto ataque químico realizado contra civis na cidade síria de Douma, do qual Washington acusa Damasco.


Patrulha dos EUA na Síria
Tropas dos EUA na Síria © AP Photo/ Sem credenciais

Além disso, ela destacou que o suposto ataque químico "concorda" com anteriores usos de armas químicas pelo governo sírio, adicionando que Rússia e Irã também são responsáveis do mesmo por apoiarem Damasco.

Previamente o presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu uma possível resposta nas próximas horas sobre o ataque químico na Síria, e disse que "todos pagarão um preço".

Em 7 de abril, fontes de notícias da oposição informaram que forças do governo supostamente usaram cloro em um ataque em Douma, matando aproximadamente 70 pessoas. Autoridades sírias alegaram que terroristas e Capacetes Brancos encenaram o ataque para influenciar a opinião pública.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas