Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Seul celebra decisão de Pyongyang em suspender testes nucleares e de mísseis

Presidente sul-coreano Moon Jae-in e o líder norte-coreano Kim Jong-un irão se encontrar na próxima sexta-feira (27).
EFE

O governo da Coreia do Sul qualificou neste sábado (21) como um "progresso significativo" para a desnuclearização da Coreia do Norte a decisão do regime de Pyongyang de suspender os seus testes atômicos e de mísseis, assim como o fechamento de seu centro de testes nucleares.

Em um comunicado enviado pelo gabinete presidencial sul-coreano, Seul considerou que "a decisão da Coreia do Norte é significativa para a desnuclearização da península coreana" e disse, além disso, que "ajudará a criar um ambiente muito positivo para o sucesso das próximas cúpula intercoreana e entre o Norte e Estados Unidos".

O governo sul-coreano se comprometeu em preparar o iminente encontro entre seu presidente, Moon Jae-in, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, previsto para o próximo dia 27, de modo a "liderar o caminho para a desnuclearização e paz duradour…

Casa Branca: Trump cancela visita à América Latina por causa da situação na Síria

O presidente norte-americano, Donald Trump, cancelou visita à América Latina para se focar na resposta à Síria em relação ao recente ataque químico, comunicou a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.


Sputnik

Segundo a Casa Branca, o líder estadunidense não estará presente na 8ª edição da Cúpula das Américas que decorrerá na capital do Peru, Lima, nem visitará a capital colombiana de Bogotá. O presidente será representado na cúpula pelo seu vice Mike Pence.


Donald Trump discursando sobre a Estratégia da Segurança Nacional na segunda-feira, 18 de dezembro
Donald Trump © AP Photo/ Evan Vucc

"O presidente ficará nos Estados Unidos para controlar a resposta dos EUA à Síria e monitorar os acontecimentos no mundo", de acordo com o comunicado de Sanders.

A 8ª Cúpula das Américas ocorrerá nos dias 13 e 14 de abril, em Lima, e deveria ser a primeira viagem de Trump à América Latina desde que tomou posse em janeiro de 2017.

Anteriormente, os Estados Unidos e outros países ocidentais acusaram as autoridades sírias de supostamente ter realizado na noite de 7 para 8 de abril um ataque químico na cidade síria de Douma, matando aproximadamente 70 pessoas.

Donald Trump, por sua parte, afirmou na segunda-feira (9), que dará uma resposta possível até este fim de semana. Em um comunicado de hoje, a Casa Branca declarou que Washington está considerando todas as opções de resposta.

Por sua vez, as autoridades sírias vêm negando todas as acusações, afirmando ter avisado que os radicais na área estavam planejando provocações com o uso de armas químicas.

Postar um comentário