Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

China diz que ataque na Síria viola lei internacional e pede diálogo

O Ministério das Relações Exteriores da China disse neste sábado que acredita que um acordo político é a única maneira de resolver a questão síria e pediu uma investigação completa, justa e objetiva sobre os supostos ataques com armas químicas na Síria.


Brenda Goh | Reuters

XANGAI - Hua Chunying, porta-voz do ministério, fez os comentários em uma entrevista coletiva, de acordo com uma transcrição publicada no site do ministério. Forças norte-americanas, britânicas e francesas atacaram a Síria com mais de 100 mísseis no sábado, nos primeiros ataques ocidentais coordenados contra o governo de Damasco.


Resultado de imagem para Hua Chunying
Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China | Reprodução

Hua disse que a China sempre se opôs ao uso da força nas relações internacionais e que qualquer ação militar que contorne o Conselho de Segurança da ONU viola os princípios e normas básicas do direito internacional.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas