Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

Comando Estratégico dos EUA: Rússia e China estão testando mísseis hipersônicos

Rússia e China estão usando mísseis hipersônicos, disse o general comandante do Comando Estratégico dos EUA, John Hyten, aos repórteres nesta terça-feira.


Sputnik

"Observamos a Rússia e a China operando mísseis hipersônicos", disse Hyten, acrescentando a realização desses testes é uma novidade para os norte-americanos.


Rússia celebra o Dia da Força Estratégica de Mísseis
Lançamento de míssil russo © Sputnik

Os Estados Unidos, sem dúvida, terão que implantar sistemas defensivos no espaço para neutralizar os sistemas ofensivos implantados por seus adversários, disse o comandante geral do Comando Estratégico dos EUA.

"Não tenho dúvidas de que teremos de implantar sistemas defensivos no espaço, porque nossos adversários estão construindo sistemas ofensivos e vamos ter que nos defender", disse Hyten.

Além disso, Hyten acrescentou que os EUA "terão de tomar uma decisão sobre o que fazer para desafiar as capacidades espaciais de terceiros".

O comandante afirmou que Washington e Moscou precisam ampliar o diálogo, inclusive em nível estratégico, e entre as suas Forças Armadas.

"Eu sempre defendo a ampliação do diálogo com os nossos potenciais adversários. Gostaria de contar com um diálogo mais estratégico com a Rússia e a China", disse o militar.

O general acrescentou que continua "incentivando o Departamento de Estado [dos EUA] a dialogar", ao mesmo tempo em que defende que "a administração e as Forças Armadas mantenham conversações entre as suas lideranças, inclusive comigo", concluiu.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas