Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Su-57 russo supera caças de 5ª geração F-22 e F-35 dos EUA, diz piloto militar

O uso de caças F-22 pela Força Aérea dos EUA na Síria privou este modelo de suas vantagens sobre aeronaves russas, segundo a mídia norte-americana. Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, um piloto militar russo comentou a situação.
Sputnik

A utilização de caças norte-americanos F-22 na Síria privou os EUA das vantagens destes caças em relação aos caças russos, escreveu o jornal Military Watch. Segundo Veralinn Jamieson, tenente-general da Força Aérea dos EUA, os céus do Iraque e da Síria se tornaram "armazém de informações" para russos sobre atuação de caças estadunidenses durante operações.

Segundo o autor do artigo, os russos tiveram bastante tempo para analisar e testar a tecnologia de furtividade dos F-22, além de terem coletado dados sobre o uso da aeronave e encontrado meios de combatê-la. Além disso, a Rússia poderá usar essas tecnologias na fabricação de suas aeronaves.

O artigo enfatiza que os radares dos sistemas de mísseis antiaéreos S-300 e S-400 da Rússia …

Diplomata da UE diz que acordo nuclear com o Irã está funcionando

A Alta Representante da UE para Assuntos Exteriores e Política de Segurança, Federica Mogherini, disse que o acordo nuclear com o Irã está funcionando.


Pars Today

“O acordo que temos agora, o único acordo existente no momento, está funcionando. Tem impedido o Irã de desenvolver armas nucleares e obriga o Irã a não desenvolver uma arma nuclear sem limites, porque se você ler o acordo, o JCPOA [Plano de Ação Integral Conjunto] com muito cuidado, no começo, diz que o Irã não adquiriria uma bomba nuclear. arma ”, disse Mogherini a repórteres na quarta-feira.


Diplomata da UE diz que acordo nuclear com o Irã está funcionando
Federica Mogherini | Reprodução

“O acordo está funcionando. O Presidente Macron [Presidente da França] sublinhou que ontem na Casa Branca, muito claramente, acreditamos que a plena implementação do JCPOA é essencial para a segurança europeia e para a segurança da região e que os europeus se manterão fiéis a isso ”, acrescentou.

Apesar da insistência da UE de que o acordo nuclear iraniano permaneça, a administração dos EUA fez um grande esforço no ano passado para matá-lo.

O presidente Trump deve anunciar sua decisão a respeito da suspensão das sanções contra o Irã e da continuação da implementação do JCPOA em 12 de maio.

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) já confirmou dez vezes o compromisso do Irã com o marco do acordo internacional de julho de 2015.

Postar um comentário