Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Donetsk acusa Kiev de violar trégua mais de 20 vezes em um dia

Representantes da autoproclamada República Popular de Donetsk comunicaram ao Centro Conjunto para Controle e Coordenação da trégua em Donbass que as forças ucranianas violaram o regime de cessar-fogo estabelecido na região mais de 20 vezes no último dia.


Sputnik

A atual trégua que vigora no leste da Ucrânia teve início no dia 30 de março, tendo como razão principal as comemorações da Páscoa ortodoxa. No entanto, ambas as partes em conflito seguem acusando a outra de violar o regime. 


Donetsk, foto de arquivo
Donetsk © Sputnik / Yevgeny Biyatov

"Durante as últimas 24 horas, o número total de infrações por parte das Forças Armadas da Ucrânia foi de 22 violações", afirmaram as autoridades de Donetsk, acusando as tropas de Kiev de terem lançado 80 tiros de morteiro de 120 e 82 milímetros, usado granados, veículos blindados e outros tipos de artilharia.

Desde abril de 2014, a Ucrânia é palco de um intenso conflito entre o Exército e rebeldes independentistas da região de Donbass, que não reconheceram a legitimidade do governo instalado no país após o golpe de Estado que provocou a queda do presidente eleito Viktor Yanukovich.

Comentários

Postagens mais visitadas