Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Drones kamikaze dos Marines norte-americanos são o futuro da guerra de artilharia?

Um escritório do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA opina que seria uma boa ideia enviar drones kamikaze de lançadores portáteis.


Sputnik

Os Marines norte-americanos estão coletando informação e ideias para um sistema de alta tecnologia portátil que lance drones para equipar os fuzileiros navais com uma ferramenta capaz de efetuar missões de reconhecimento e atacar os inimigos à kamikaze.


Avião comercial decolando com um drone em primeiro plano
© AP Photo/ Bullit Marquez

Na segunda-feira (23), o Corpo publicou um documento com pedido de informação para um sistema que ainda irá ser desenhado batizado de Organic Precision Fire (Fogo Orgânico de Precisão). O sistema de armas é essencialmente mais um componente de artilharia, mas com veículos aéreos não tripulados que podem mergulhar depois de apontar a um objeto do ar.

Conhecido como "munições lentas", o serviço requer que os drones sejam capazes de ampliar o alcance da artilharia que supere o os 40 quilômetros do obus M777 Ultra Lightweight Field Howitzer. Em especial, o documento sublinha a exigência que o sistema atinja os alvos à distância de até 60 quilômetros.

Até 18 de maio, as empresas podem submeter ao Corpo de Fuzileiros Navais as ideias sobre como construir, desenhar e demonstrar a plataforma Organic Precision Fire.

Enquanto esse sistema futurístico de armas de drones se reveste de otimismo, é de assinalar que o documento dos Marines estipula que "este pedido de informação não constitui um pedido de propostas ou a existência de uma encomenda firme".

Postar um comentário