Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Em documento final, Liga Árabe não inclui críticas ao ataque químico na Síria

A declaração final da Cúpula da Liga Árabe não incluiu as acusações às autoridades sírias pelo suposto uso de armas químicas em Douma, como foi declarado anteriormente pelo ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel Jubeir.


Sputnik

Neste domingo (15), Jubeir comentou a declaração adotada na Cúpula, dizendo que a Liga Árabe havia condenado o uso de armas químicas pelas autoridades sírias, no entanto, o texto divulgado do documento não havia incluído tal disposição. A Arábia Saudita, como se sabe, é um Estado abertamente opositor ao regime de Bashar Assad.


Secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi
Secretário-geral da Liga Árabe, Nabil al-Arabi © REUTERS / Mohamed El-Shahed/Poo

"Declaramos com firmeza a nossa dura condenação do uso de armas químicas contra a nação síria e exigimos uma investigação internacional independente e a implementação do direito internacional em relação àqueles cuja responsabilidade pelo uso de armas químicas será comprovada", diz a carta final do encontro da organização.

Estados ocidentais acusaram as forças do presidente sírio, Bashar Assad, de um ataque com o uso de armas químicas na cidade síria de Douma no início do mês. Em resposta ao alegado incidente, os Estados Unidos, o Reino Unido e a França realizaram um ataque contra diversos alvos na Síria na noite de sexta-feira (13).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas