Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

EUA e Turquia querem resolver conflito de interesses em cidade na Síria

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, iniciou seu primeiro dia de trabalho com seu colega turco Mevlut Cavusoglu, com os dois países concordando em negociar o futuro de Manbij, uma cidade síria em que os interesses dos EUA e da Turquia entram em conflito.


Sputnik

"Com base em discussões anteriores sobre Manbij, os dois reafirmaram seu apoio ao processo bilateral estabelecido para encontrar um caminho comum", segundo informações do Departamento de Estado dos EUA. "Eles também discutiram o compromisso dos Estados Unidos em apoiar as preocupações de segurança nacional da Turquia", conclui.


O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na chegada entrada da Ala Oeste da Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017.
Donald Trump cumprimenta Recep Tayyip Erdogan © REUTERS / Joshua Roberts

A reunião aconteceu após o juramento de Pompeo como secretário de Estado na quinta-feira (26) após sua confirmação ratificada pelo Senado dos EUA.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump está tentando retirar as forças dos EUA da Síria o mais rápido possível. Já a Turquia invadiu o norte da Síria em uma tentativa de deter os esforços dos curdos sírios para estabelecer um distrito autônomo na fronteira sul da Turquia.

Tropas turcas capturaram a cidade síria de Afrin, provocando temores de uma ofensiva em todo o norte da Síria em direção à Manbij.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas