Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

EUA e Turquia querem resolver conflito de interesses em cidade na Síria

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, iniciou seu primeiro dia de trabalho com seu colega turco Mevlut Cavusoglu, com os dois países concordando em negociar o futuro de Manbij, uma cidade síria em que os interesses dos EUA e da Turquia entram em conflito.


Sputnik

"Com base em discussões anteriores sobre Manbij, os dois reafirmaram seu apoio ao processo bilateral estabelecido para encontrar um caminho comum", segundo informações do Departamento de Estado dos EUA. "Eles também discutiram o compromisso dos Estados Unidos em apoiar as preocupações de segurança nacional da Turquia", conclui.


O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na chegada entrada da Ala Oeste da Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017.
Donald Trump cumprimenta Recep Tayyip Erdogan © REUTERS / Joshua Roberts

A reunião aconteceu após o juramento de Pompeo como secretário de Estado na quinta-feira (26) após sua confirmação ratificada pelo Senado dos EUA.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump está tentando retirar as forças dos EUA da Síria o mais rápido possível. Já a Turquia invadiu o norte da Síria em uma tentativa de deter os esforços dos curdos sírios para estabelecer um distrito autônomo na fronteira sul da Turquia.

Tropas turcas capturaram a cidade síria de Afrin, provocando temores de uma ofensiva em todo o norte da Síria em direção à Manbij.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas