Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

EUA e Turquia querem resolver conflito de interesses em cidade na Síria

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, iniciou seu primeiro dia de trabalho com seu colega turco Mevlut Cavusoglu, com os dois países concordando em negociar o futuro de Manbij, uma cidade síria em que os interesses dos EUA e da Turquia entram em conflito.


Sputnik

"Com base em discussões anteriores sobre Manbij, os dois reafirmaram seu apoio ao processo bilateral estabelecido para encontrar um caminho comum", segundo informações do Departamento de Estado dos EUA. "Eles também discutiram o compromisso dos Estados Unidos em apoiar as preocupações de segurança nacional da Turquia", conclui.


O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na chegada entrada da Ala Oeste da Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017.
Donald Trump cumprimenta Recep Tayyip Erdogan © REUTERS / Joshua Roberts

A reunião aconteceu após o juramento de Pompeo como secretário de Estado na quinta-feira (26) após sua confirmação ratificada pelo Senado dos EUA.

Nos Estados Unidos, o presidente Donald Trump está tentando retirar as forças dos EUA da Síria o mais rápido possível. Já a Turquia invadiu o norte da Síria em uma tentativa de deter os esforços dos curdos sírios para estabelecer um distrito autônomo na fronteira sul da Turquia.

Tropas turcas capturaram a cidade síria de Afrin, provocando temores de uma ofensiva em todo o norte da Síria em direção à Manbij.

Comentários

Postagens mais visitadas