Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

EUA lançam míssil balístico intercontinental Minuteman III no Pacífico (VÍDEO)

A Força Aérea dos EUA efetuou testes do míssil balístico intercontinental Minuteman III, declarou a assessoria de imprensa da Força Aérea.


Sputnik

São os primeiros testes teste tipo neste ano, os anteriores decorreram em agosto de 2017. Inicialmente, os testes estavam previstos para fevereiro, mas foram adiados.


Lançamento do míssil Minuteman III (foto de arquivo)
Lançamento do míssil Minuteman III © REUTERS / Michael Peterson

De acordo com o jornal Air Force Times, o míssil não estava equipado com carga de combate. Foi reconhecido que os testes foram bem-sucedidos, já que a ogiva atingiu o alvo planejado.

O míssil foi lançado da base Vandenberg no sul da Califórnia. No entanto, informa-se que o objetivo da prova foi verificar a preparação, eficiência e precisão do sistema.

Os mísseis Minuteman são regularmente testados com lançamentos da base Vandenberg, enviando os veículos não armados para atingirem uma zona-alvo em meio ao oceano Pacífico.

O especialista militar russo, Igor Korotchenko, comentou o lançamento em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik: "É um velho míssil balístico norte-americano que está em serviço já há várias dezenas de anos. Atualmente estão sendo modernizados conforme o plano e, em consequência, no âmbito do programa de manutenção de prontidão de combate, são efetuados os testes."

Para ele, esse evento não tem nada de extraordinário. "Mais um lançamento do Minuteman III não é nenhuma sensação. É um evento comum e os norte-americanos já nos tinham avisado disso com antecedência", ressaltou.

No entanto, ele notou que a Rússia não é inferior aos EUA neste caso, mencionando os mísseis russos Topol-M e Yars. "A nossa componente na estrutura da Força Estratégica de Mísseis e na estrutura das forças nucleares estratégicas é comparável com a norte-americana." A Rússia e os EUA possuem portadores estratégicos iguais em sua eficácia, assim como em cargas de combate, concluiu.


Comentários

Postagens mais visitadas