Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

EUA obrigam países não nuclearizados da OTAN a ensaiar ataques nucleares contra a Rússia

"A Rússia não ameaça ninguém. A manutenção dos arsenais é um processo comum em todos os países. Fomos forçados a responder à escalação da situação corrente mundo", disse o diretor do departamento de não proliferação e controle de armas do ministério das Relações Exteriores da Rússia, Vladimir Yermakov.


Sputnik

O diplomata destacou que as recentes medidas dos Estados Unidos ameaçam especialmente a integridade do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP).


Um míssil nuclear ICBM Titan II desativado é visto em um silo no Missile Museum Titan. 12 de maio, 2015, Green Valley, Arizona.
Míssil nuclear dos EUA ICBM Titan II © AFP 2018 / BRENDAN SMIALOWSKI

"O que realmente ameaça o TNP e muitos outros acordos é uma relutância resistente dos EUA no que diz respeito ao cumprimento do disposto nos artigos 1 e 2 (TNP) e à continuação da chamada 'partilha nuclear', que em essência força os países não-nuclearizados da OTAN a participar de ataques nucleares contra a Rússia ", disse o alto funcionário de Moscou.

A declaração russa foi uma resposta ao secretário de Estado para segurança internacional e não-proliferação dos EUA, Christopher Ford, que declarou: "a modernização dos arsenais da Rússia representa uma ameaça aos seus vizinhos e viola as obrigações do país em relação ao controle de armas".

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas