Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

EUA pretendem aumentar sua presença militar perto das fronteiras russas

O chefe do Pentágono, James Mattis, declarou que as autoridades norte-americanas estão dispostas a negociar o aumento de sua presença militar, bem como o número de militares, no território da Polônia, segundo o seu discurso publicado no website do Departamento da Defesa dos EUA.


Sputnik

"A Polônia é nosso aliado na OTAN […] Portanto, estamos sempre abertos para tais discussões", observou ele antes de se reunir com o ministro da Defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak.


Sistema de mísseis Patriot
Sistema de mísseis antiaéreos norte-americano Patriot © AFP 2018 / KIM JAE-HWAN

Além disso, Mattis acrescentou que a decisão para implantação de tropas é determinada de acordo com as necessidades de segurança.

Varsóvia, nos últimos anos, tem repetidamente manifestado sua esperança no aumento da presença norte-americana no país.

Foi divulgado, no final de março, que a Polônia assinou um contrato de compra de sistemas de defesa antiaérea Patriot.

Espera-se que os primeiros sistemas Patriot cheguem à Polônia em 2022. O lote terá 16 lançadores de mísseis, 4 estações de radar e 208 mísseis. Os representantes das autoridades polacas têm afirmado sistematicamente que os novos sistemas de defesa antiaérea serão posicionados próximo às fronteiras com a Rússia.

Patriot é um sistema de mísseis antiaéreos do exército dos EUA e países aliados.

Comentários

Postagens mais visitadas