Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

EUA pretendem aumentar sua presença militar perto das fronteiras russas

O chefe do Pentágono, James Mattis, declarou que as autoridades norte-americanas estão dispostas a negociar o aumento de sua presença militar, bem como o número de militares, no território da Polônia, segundo o seu discurso publicado no website do Departamento da Defesa dos EUA.


Sputnik

"A Polônia é nosso aliado na OTAN […] Portanto, estamos sempre abertos para tais discussões", observou ele antes de se reunir com o ministro da Defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak.


Sistema de mísseis Patriot
Sistema de mísseis antiaéreos norte-americano Patriot © AFP 2018 / KIM JAE-HWAN

Além disso, Mattis acrescentou que a decisão para implantação de tropas é determinada de acordo com as necessidades de segurança.

Varsóvia, nos últimos anos, tem repetidamente manifestado sua esperança no aumento da presença norte-americana no país.

Foi divulgado, no final de março, que a Polônia assinou um contrato de compra de sistemas de defesa antiaérea Patriot.

Espera-se que os primeiros sistemas Patriot cheguem à Polônia em 2022. O lote terá 16 lançadores de mísseis, 4 estações de radar e 208 mísseis. Os representantes das autoridades polacas têm afirmado sistematicamente que os novos sistemas de defesa antiaérea serão posicionados próximo às fronteiras com a Rússia.

Patriot é um sistema de mísseis antiaéreos do exército dos EUA e países aliados.

Postar um comentário