Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Exército sírio bombardeia terroristas restantes no sul do país (VIDEO)

O exército sírio retomou os ataques de artilharia maciços contra os terroristas restantes na região de Tulul al Safa no deserto de As-Suwayda, no sul do país, depois de eles terem violado a trégua, segundo uma fonte do Exército.
Sputnik

De acordo com uma fonte que falou com a Sputnik Árabe, na terça-feira (16), o Exército sírio e os terroristas que ocupam as colinas de Tulul al Safa firmaram um acordo de cessar-fogo, segundo o qual os combatentes da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) se comprometeram a entregar as armas depois de serem cercados e sem saída.


Contudo, na manhã da quarta-feira (17) os terroristas atacaram as unidades do Exército sírio. Por sua vez, os soldados repeliram o ataque com êxito e contra-atacaram. Como resultado, dezenas de militantes foram mortos ou feridos. O Exército resolveu retomar os ataques maciços com peças de artilharia apoiadas do ar, tendo como objetivo eliminar as forças terroristas restantes até a épo…

EUA responsabilizam Rússia por ataques químicos na Síria

Os EUA estão atentos a um possível uso de armas químicas na cidade de Douma, em Ghouta Oriental, segundo um porta-voz do Departamento de Estado dos EUA.


Sputnik

"Vimos muitas mensagens perturbadoras hoje à tarde sobre outro possível ataque com armas químicas perto do hospital de Douma, na Síria. As mensagens de alguns grupos e de pessoal médico no local deixam a entender que ao menos 40 pessoas morreram e centenas ficaram feridas. Muitas famílias que incluem crianças refugiaram-se em abrigos, mas suspeita-se que todas morreram", comunicou.


Resultado de imagem para douma siria
Douma, Síria | Bassam Khabieh/ Reuters

De acordo com o representante da entidade diplomática, eles continuam recebendo mensagens e avaliando as informações sobre um possível ataque.

No entanto, ele disse que "a informação sobre utilização anterior de armas químicas pelo regime não suscita dúvidas". Ele também responsabilizou a Rússia pelo ataque químico na Síria.

"Como já dissemos anteriormente, a responsabilidade final pelos ataques brutais contra inúmeros sírios com o uso de armas químicas é da Rússia. A defesa do regime de Bashar Assad por parte da Rússia e a incapacidade dos russos de pararem o uso de armas químicas na Síria colocam em dúvida seu compromisso para resolver a crise", disse o porta-voz do Departamento de Estado.

O governo da Síria tem refutado repetidamente as acusações de uso de armas químicas e transfere a responsabilidade para os militantes. A Rússia também rejeitou as acusações e declarou que apoia a investigação e punição dos responsáveis.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas