Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Iêmen alveja região industrial de Jizan, Arábia Saudita, com míssil balístico

A unidade de mísseis do Exército iemenita e de comitês populares tem como alvo a região industrial de Jizan, no sudoeste da Arábia Saudita, com o míssil balístico "Badr 1" na quinta-feira, informou a Agência de Notícias da República Islâmica (IRNA).


Pars Today

A rede de TV Al-Masirah citou meios de comunicação sauditas dizendo que sons de várias explosões foram ouvidos em Jizan.


Iêmen alveja região industrial de Jizan com míssil balístico
Míssil balístico Badr 1 | Reprodução
Na quarta-feira, o exército iemenita disparou um míssil Badr 1 na cidade econômica de Malek Abdullah e outros alvos na província de Jizan, no sudoeste da Arábia Saudita.

Em março de 2015, a Arábia Saudita em cooperação com alguns outros estados árabes lançou uma agressão militar contra o Iêmen depois de bloquear o país de ar, mar e terra em uma tentativa de retornar ao poder o presidente iemenita deposto Abd-Rabbu Mansour Hadi.

A agressão da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra o Iêmen não teve ganhos militares para os agressores, mas trouxe destruição, fome e deslocamento de pessoas para o país empobrecido.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas