Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Inteligência de Israel: ataque dos EUA contra Síria foi um fracasso

O ataque conjunto dos EUA, Grã-Bretanha e França à Síria na semana passada foi um fracasso em termos de acabar com as capacidades de armas químicas da Síria, disseram autoridades de inteligência israelenses nesta terça-feira.


Sputnik

Um analista da inteligência de Israel afirmou que o pronunciamento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre "missão cumprida" na Síria simplesmente "não tem base".


Céu de Damasco durante ataque norte-americano na noite entre 13 e 14 de abril
Defesa antiaérea síria acionada em ataque dos EUA e aliados © AP Photo/ Hassan Ammar

"Se o presidente Trump ordenou o ataque apenas para mostrar que os EUA responderam ao uso de armas químicas [pelo presidente sírio Bashar] Assad, então esse objetivo foi alcançado", disse uma autoridade de defesa israelense à YNet News, na terça-feira.

"Mas se havia outro objetivo — como paralisar a capacidade de fabricar armas químicas ou dissuadir Assad de usá-las novamente — é duvidoso que qualquer um desses objetivos tenha sido alcançado", enfatizou a autoridade de defesa.

"A declaração de 'Missão Cumprida' e de que a capacidade de Assad de usar armas químicas foi fatalmente comprometida não tem base", disse um outro funcionário da inteligência israelense à YNet News.

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou na segunda-feira que os sistemas antiaéreo e de defesa aérea Pantsir-S1 da Síria interceptaram 71 dos 103 mísseis disparados pelas forças norte-americanas, francesas e britânicas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas