Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Inteligência de Israel: ataque dos EUA contra Síria foi um fracasso

O ataque conjunto dos EUA, Grã-Bretanha e França à Síria na semana passada foi um fracasso em termos de acabar com as capacidades de armas químicas da Síria, disseram autoridades de inteligência israelenses nesta terça-feira.


Sputnik

Um analista da inteligência de Israel afirmou que o pronunciamento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre "missão cumprida" na Síria simplesmente "não tem base".


Céu de Damasco durante ataque norte-americano na noite entre 13 e 14 de abril
Defesa antiaérea síria acionada em ataque dos EUA e aliados © AP Photo/ Hassan Ammar

"Se o presidente Trump ordenou o ataque apenas para mostrar que os EUA responderam ao uso de armas químicas [pelo presidente sírio Bashar] Assad, então esse objetivo foi alcançado", disse uma autoridade de defesa israelense à YNet News, na terça-feira.

"Mas se havia outro objetivo — como paralisar a capacidade de fabricar armas químicas ou dissuadir Assad de usá-las novamente — é duvidoso que qualquer um desses objetivos tenha sido alcançado", enfatizou a autoridade de defesa.

"A declaração de 'Missão Cumprida' e de que a capacidade de Assad de usar armas químicas foi fatalmente comprometida não tem base", disse um outro funcionário da inteligência israelense à YNet News.

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou na segunda-feira que os sistemas antiaéreo e de defesa aérea Pantsir-S1 da Síria interceptaram 71 dos 103 mísseis disparados pelas forças norte-americanas, francesas e britânicas.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas