Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Inteligência de Israel: ataque dos EUA contra Síria foi um fracasso

O ataque conjunto dos EUA, Grã-Bretanha e França à Síria na semana passada foi um fracasso em termos de acabar com as capacidades de armas químicas da Síria, disseram autoridades de inteligência israelenses nesta terça-feira.


Sputnik

Um analista da inteligência de Israel afirmou que o pronunciamento do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre "missão cumprida" na Síria simplesmente "não tem base".


Céu de Damasco durante ataque norte-americano na noite entre 13 e 14 de abril
Defesa antiaérea síria acionada em ataque dos EUA e aliados © AP Photo/ Hassan Ammar

"Se o presidente Trump ordenou o ataque apenas para mostrar que os EUA responderam ao uso de armas químicas [pelo presidente sírio Bashar] Assad, então esse objetivo foi alcançado", disse uma autoridade de defesa israelense à YNet News, na terça-feira.

"Mas se havia outro objetivo — como paralisar a capacidade de fabricar armas químicas ou dissuadir Assad de usá-las novamente — é duvidoso que qualquer um desses objetivos tenha sido alcançado", enfatizou a autoridade de defesa.

"A declaração de 'Missão Cumprida' e de que a capacidade de Assad de usar armas químicas foi fatalmente comprometida não tem base", disse um outro funcionário da inteligência israelense à YNet News.

O Ministério da Defesa da Rússia anunciou na segunda-feira que os sistemas antiaéreo e de defesa aérea Pantsir-S1 da Síria interceptaram 71 dos 103 mísseis disparados pelas forças norte-americanas, francesas e britânicas.

Postar um comentário