Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA anunciam criação de arma de 'energia dirigida'

O progresso no uso da tecnologia de "energia dirigida" na área de defesa atingiu seu "ponto de ruptura", comunicou ao portal Space News o chefe do Centro para Tecnologias Promissoras da empresa Lockheed Martin, Nelson Pedreiro.
Sputnik

De acordo com ele, a empresa já havia criado um protótipo de arma a laser capaz de defender bases militares de ataques com drones.



Pedreiro afirmou também que no ano passado a Lockheed Martin demonstrou o funcionamento do sistema ATHENA, de 30 quilowatts, em uma base do exército norte-americano situada no estado de Novo México.

"O sistema atingiu alvos aéreos em pleno voo causando danos estruturais e provocando a perda de controle sobre eles. Os lasers também estão sendo desenvolvidos para a Agência de Defesa de Mísseis como armas antimíssil capazes de abater mísseis balísticos inimigos durante a decolagem", acrescentou o engenheiro.

Anteriormente, o Pentágono fechou o contrato para a criação de um protótipo de míssil de cruzeir…

Irã condena veementemente a invasão dos sionistas contra a Síria

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Bahram Qasemi, condenou veementemente a invasão de combatentes do regime sionista contra a Síria e chamou-a de uma clara violação do direito internacional e na direção do fortalecimento do terrorismo.


Pars Today

De acordo com um relatório do Departamento de Mídia do Ministério das Relações Exteriores, Qasemi condenou na segunda-feira o ataque aéreo do regime sionista contra a Base Aérea "T-4" em Homs, na Síria.


Irã condena veementemente a invasão dos sionistas contra a Síria
Bahram Qasemi | Reprodução

Ele disse que a invasão do regime sionista contra a Síria é violação da soberania nacional e integridade territorial deste país e contrária a todas as leis e regulamentos internacionais.

Qasemi disse, sem dúvida, que essa ação do regime sionista, quando os desenvolvimentos de campo são benéficos para o governo legal sírio, é fortalecer grupos terroristas com o objetivo de desviar a opinião pública da catástrofe de Gaza e de dezenas de mártires e milhares de feridos.

O porta-voz ressaltou novamente o total apoio do Irã à integridade territorial e à soberania nacional da Síria, e pediu a todos os países e comunidade internacional que evitem ser indiferentes a uma invasão tão clara contra um membro da ONU.

Postar um comentário