Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Irã condena veementemente a invasão dos sionistas contra a Síria

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Bahram Qasemi, condenou veementemente a invasão de combatentes do regime sionista contra a Síria e chamou-a de uma clara violação do direito internacional e na direção do fortalecimento do terrorismo.


Pars Today

De acordo com um relatório do Departamento de Mídia do Ministério das Relações Exteriores, Qasemi condenou na segunda-feira o ataque aéreo do regime sionista contra a Base Aérea "T-4" em Homs, na Síria.


Irã condena veementemente a invasão dos sionistas contra a Síria
Bahram Qasemi | Reprodução

Ele disse que a invasão do regime sionista contra a Síria é violação da soberania nacional e integridade territorial deste país e contrária a todas as leis e regulamentos internacionais.

Qasemi disse, sem dúvida, que essa ação do regime sionista, quando os desenvolvimentos de campo são benéficos para o governo legal sírio, é fortalecer grupos terroristas com o objetivo de desviar a opinião pública da catástrofe de Gaza e de dezenas de mártires e milhares de feridos.

O porta-voz ressaltou novamente o total apoio do Irã à integridade territorial e à soberania nacional da Síria, e pediu a todos os países e comunidade internacional que evitem ser indiferentes a uma invasão tão clara contra um membro da ONU.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas