Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

Irã promete permanecer em Damasco contra a 'agressão estrangeira' dos EUA e de Israel

As defesas antiaéreas sírias estão em estado de alerta desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou atacar aquele país em retaliação a um suposto ataque químico na cidade de Douma que ele acredita ter sido realizado pelo exército sírio ou outras forças do governo.


Sputnik

Um importante assessor de política externa do líder supremo do Irã prometeu "apoiar o governo da Síria" no caso de agressão militar pelos EUA.


Destacamento iraniano na Síria
Tropas iranianas na Síria © Sputnik/ Mikhail Voskresenky

Ali Velayati também disse que o Irã apóia a Síria em sua batalha contra o "regime sionista", referindo-se a Israel. Dois aviões de guerra israelenses atacaram a base aérea T-4 na província de Homs em 9 de abril, com duas aeronaves de combate atirando do espaço aéreo libanês para evitar as defesas aéreas sírias, que derrubaram um F-16 israelense em fevereiro. Mísseis terra-ar sírios (SAMs) teriam interceptado cerca de metade dos mísseis lançados por Israel no início desta semana.

"Vamos apoiar o governo da Síria contra qualquer agressão estrangeira… o Irã apóia a Síria em sua luta contra a América e o regime sionista [Israel]", disse Ali Velayati à TV estatal iraniana durante sua visita à região de Ghouta Oriental, na capital síria, em 11 de abril.

Os mísseis que atingiram seus alvos, 
a base aérea T-4, mataram sete militares iranianos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas