Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Japão diz que promessa da Coreia do Norte sobre fim de testes é insuficiente

O ministro da Defesa do Japão, Itsunori Onodera, afirmou neste sábado que a ação da Coreia do Norte é insuficiente para interromper os testes de mísseis nucleares e de longo alcance, disse a mídia local.


Sputnik

Falando em Washington, o chefe da defesa japonesa descreveu o compromisso como "insatisfatório" e "insuficiente", segundo a emissora NHK, e exigiu o fim dos testes de mísseis de curto e médio alcance.


Uma televisão instalada em uma rua de Tóquio mostra o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, no dia em que Pyongyang lançou um míssil em direção ao Japão
Kim Jong-un © REUTERS / Issei Kato

Onodera afirmou que não é hora de aliviar a pressão internacional sobre a Coreia do Norte, que, segundo ele, deve abandonar todas as armas nucleares.

O Japão promete manter a pressão máxima sobre Pyongyang até que isso seja cumprido plenamente, acrescentou o ministro.

Apesar do líder norte-coreano Kim Jong-un ter anunciado o fim dos testes neste sábado, o espaço aéreo japonês já foi invadido em mais de uma oportunidade por mísseis da Coreia do Norte, o que significa que a posse de tais armas, mesmo sem os testes, seguirá preocupando Tóquio.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas