Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Coreia do Sul e EUA retomarão busca de militares desaparecidos

Comandos militares da República Popular Democrática da Coreia (RPDC) e dos EUA acordaram hoje a retomada da busca dos soldados considerados desaparecidos nesta região durante o período de guerra 1950-1953.
Por Benito Joaquín | Prensa Latina
Panmunjom, RPDC - O ato ficou pactuado durante os diálogos com os quais se retomaram os encontros de alto nível entre chefes militares de Pyongyang e Washington, suspensos há anos, soube a Prensa Latina.
Durante o primeiro triênio da segunda metade do século passado morreram mais de 33 mil soldados e oficiais estadunidenses, segundo cifras oficiais.

Os restos mortais de cerca de 16 por cento desse total de militares mortos não foram encontrados nas buscas realizadas na RPDC entre 1996 e 2005 ou anteriormente.

Os especialistas forenses só detectaram nos antigos palcos de guerra ao norte daqui, os restos de aproximadamente 220 militares norte-americanos.

Em Washington, o secretário de Estado, Mike Pompeo, assegurou que 16 por cento dos corpos dos que morre…

Jatos Tornado GR4 da RAF com mísseis Storm Shadow atacam a Síria (VIDEO)

Quatro jatos Tornado da RAF lançaram mísseis de cruzeiro Storm Shadow sobre alvos na Síria. Os sofisticados mísseis de cruzeiro “bunker-buster” foram lançados contra uma antiga base de mísseis a 24 km a oeste de Homs, onde avaliou-se que a Síria tinha estocado itens usados ​​para fabricar armas químicas.


Poder Aéreo

Uma vez lançados pelos Tornado a 1.000 km/h, os Storm Shadow voam rente ao solo e são capazes de encontrar seu próprio caminho para um alvo pré-programado com precisão.


Resultado de imagem para tornado RAF
Panavia Tornado | Reprodução

Os mísseis Storm Shadow, que pesam 1.300 kg, têm mais de cinco metros de comprimento e autonomia de 560 quilômetros (300 milhas) e são movidos por um turbojato. Dotados de uma ogiva BROACH de 400 kg (900 libras) – ver gráfico no final da matéria, com uma carga penetrante inicial que lhe dá a capacidade de penetrar um “bunker”, seguida por uma espoleta retardada para controlar a detonação da ogiva principal.

O míssil Storm Shadow é do tipo “fire and forget’” programado antes do lançamento. Os planejadores da missão programam o míssil com as defesas antaéreas e o alvo em mente. O míssil Storm Shadow segue um caminho semi-autônomo, em um trajeto de voo baixo, guiado por mapeamento de GPS e terreno até a área alvo, o que significa que a aeronave não precisa entrar no espaço aéreo do inimigo e se colocar em risco. Quando se aproxima de seu alvo, o míssil sobe e de repente mergulha.

Storm Shadow | Reprodução

Pode subir a uma altitude de até 130 pés (40 metros) para alcançar a melhor probabilidade de identificação e penetração de alvos. Durante este processo, o cone do nariz é descartado para permitir que uma câmera termográfica de alta resolução investigue a área alvo.

O míssil Storm Shadow tenta localizar seu alvo com base em suas informações de alvo, mas se isso não der certo e houver um alto risco de danos colaterais, ele voará para um ponto de queda fora da área alvo.

Aprimoramentos recentes incluem a possibilidade de retransmitir informações do alvo antes do impacto e usar um link de dados unidirecional para transmitir informações de avaliação de danos de batalha de volta à aeronave lançadora.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas