Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Jornalistas russos retornando de Ghouta Oriental são atacados por grupo desconhecido

Um ônibus, transportando jornalistas russos, que estavam retornando de Ghouta Oriental, foi atacado a tiros por um grupo de desconhecidos, informou o ministério da Defesa da Rússia nesta quarta-feira.


Sputnik

"No dia 11 de abril, cerca de 18h20 [de Moscou] (12h20 no horário de Brasília), ônibus com jornalistas russos, que retornavam após produzir material sobre Ghouta Oriental [na Síria], foi atacado com armas de fogo por pessoas desconhecidas", informou o comunicado.


Corredor humanitário entre Damasco e Ghouta Orienta, arquivo
Corredor humanitário de Damasco a Ghouta Oriental © Sputnik/ Mikhail Alaeddin

O órgão revelou que, em consequência do ataque, o correspondente da emissora NTV, Aleksei Ivlev, o cinegrafista da emissora Russia 1, Mikhail Vitkin, e o cinegrafista da emissora Zvezda, Vladislav Dodonov, receberam "ferimentos leves nas pernas".

"Todos os jornalistas foram atendidos imediatamente no local por médicos do Centro Russo de Reconciliação. Não há risco de vida", assegurou o ministério da Defesa.

Os jornalistas foram evacuados para um hospital, onde poderão contar com tratamento adequado aos ferimentos, completou o comunicado militar russo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas