Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Líder sírio destaca superioridade das armas russas sobre as ocidentais

O presidente sírio, Bashar Assad, avaliou positivamente as armas russas utilizadas para repelir o recente ataque dos EUA e aliados, destacando sua superioridade sobre as ocidentais durante um encontro com parlamentares russos, de acordo com o deputado Sergei Zheleznyak.


Sputnik

O presidente Assad elogiou os sistemas de defesa antiaérea soviéticos que ajudaram a repelir os mísseis lançados pelos EUA, França e Reino Unido na noite de sexta-feira (13) contra a Síria, informaram os deputados russos após o encontro com o presidente.


O presidente sírio Bashar Assad durante um discurso em frente dos diplomatas, em 20 de agosto de 2017
Bashar Assad © AP Photo / Página do Facebook da Presidência da Síria

Segundo Sergei Zheleznyak, do Comitê de Relações Internacionais da Duma (Câmara Baixa russa), Assad qualificou o ataque ocidental como "agressão".

"Do ponto de vista do presidente [sírio] foi uma agressão e nós compartilhamos esta posição. Ele elogiou as armas russas, que mostraram superioridade sobre as dos agressores", disse Zheleznyak após o encontro, acrescentando que não foi discutida a possível venda de sistemas de defesa aérea russos à Síria.

De acordo com Assad, os sistemas de defesa aérea sírios mostraram sua eficiência e o povo não teme mais os países da OTAN, relatou o deputado russo Dmitry Sablin.

O presidente sírio afirmou que a Síria continuará se desenvolvendo independentemente "apesar da agenda imposta pelo Ocidente", disse Sablin.

Os Estados Unidos, França e Reino Unido realizaram um ataque de mísseis na manhã deste sábado (14) contra alvos sírios, que, de acordo, com estes países, são usados para a produção de armas químicas. Foram lançados mais de 100 mísseis, sendo que grande parte foi interceptada pelo sistema de defesa da Síria.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas