Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vídeo mostra momento do encontro do submarino argentino Ara San Juan

Profissionais que operavam um dos veículos submarinos foram os primeiros a ver em tela as imagens da embarcação, que estava desaparecida desde 15 de novembro do ano passado. Submarino foi localizado a 907 metros de profundidade.
Por G1

Um vídeo divulgado neste domingo (18) mostra as primeiras imagens do submarino Ara San Juan, no momento em que profissionais da empresa Ocean Infinity o localizaram. O encontro foi anunciado pela Marinha da Argentina na madrugada de sábado.


No vídeo é possível ver quando a equipe que opera um dos veículos que fazia as buscas vê a embarcação pela primeira vez em uma região de cânions (espécie de rios submarinos), a 907 metros de profundidade, e a 600 km da cidade de Comodoro Rivadavia.

O Ara San Juan desapareceu em 15 de novembro de 2017, com 44 pessoas a bordo, e sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma á…

Mídia iemenita: Explosões em Riyad, Arábia Saudita

As forças iemenitas atacaram a Arábia Saudita e seu Ministério da Defesa na quarta-feira, informou o canal de TV iemenita "Almasirah".


Pars Today

"A Força Aérea do Iêmen atacou o aeroporto de Abha na manhã de quarta-feira em Asir e Aramco em Jizan, na Arábia Saudita, por ataques aéreos, Qasif1", segundo Almasirah.


Mídia iemenita: Explosões em Riyad

A Saudi Aramco, oficialmente a Saudi Arabian Oil Company, mais conhecida popularmente como Aramco, é uma empresa nacional de petróleo e gás natural da Arábia Saudita com sede em Dhahran.

"O aeroporto de Abha parou seus vôos após o ataque aéreo em Asir", disse Almasirah, citando fontes militares.

Essas greves mostram o desenvolvimento qualitativo da força aérea do Iêmen, respondendo à agressão no Iêmen ao longo de quatro anos.

“No início do dia, um campo de suprimentos militar saudita foi atingido por um míssil balístico Badr-1, fabricado no país, no sul de Jizan.”

A força dos mísseis bombardeou o Ministério da Defesa da Arábia Saudita e outros alvos em Riyadh com foguetes do vulcão 2H ”, escreveu Almasirah em sua conta no Twitter.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas