Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Mídia: militares russos encontram em Douma armazém para produção de armas químicas

Militares russos encontraram em Douma, na Síria, um armazém com substâncias necessárias para produção de armas químicas, informa o canal russo Zvezda.


Sputnik

"As substâncias encontradas, tais como tiodiglicol e dietanolamina, são necessárias para obter iperita sulfurosa ou nitrosa. Para além disso, no armazém foi encontrado uma botija com cloro, idêntico àquele que foi usado pelos radicais para produzir notícias falsas", destaca o Zvezda.


Cidade síria de Douma, foto de arquivo
Douma, Síria © REUTERS / Bassam Khabieh

Acrescenta-se também que o armazém foi instalado no porão de um prédio residencial. Segundo detalhou um especialista das Tropas da Defesa Nuclear, Biológica e Química, o laboratório era usado pelos terroristas que controlavam a cidade.

Também foram encontradas "notas com fórmulas químicas e cálculos de proporções", as provas estão sendo examinadas pelos especialistas russos.

Mais cedo apareceram informações que o exército sírio havia encontrado em um dos povoados de Ghouta Oriental um esconderijo clandestino com equipamentos necessários para criar substâncias tóxicas.

No início de abril os países ocidentais acusaram Damasco de usar armas químicas na cidade síria de Douma. Moscou desmentiu as informações sobre o suposto uso de uma bomba de cloro pelos militares sírios. Como medida de resposta, os EUA, Reino Unido e França lançaram contra o território sírio mais de 100 mísseis que foram abatidos pelos sistemas de defesa antiaérea síria.

Postar um comentário