Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.


Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


Veículos blindados norte-americanos na Síria
Tropas dos EUA na Síria © AP Photo / Hussein Malla

"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele acrescentou que, no momento, os militares norte-americanos estão patrulhando permanentemente as proximidades da cidade.

"Após as afirmações da Turquia sobre uma possível operação em Manbij, os militares dos EUA estão patrulhando permanentemente a área fronteiriça em torno da cidade. Nós, os moradores de Manbij, também estamos prontos a defender nossa cidade em caso de ataque até ao fim. Nós encaramos as ameaças da Turquia com toda a seriedade, e levamos a cabo toda a preparação necessária para repelir possíveis ataques", frisou Adil, acrescentando que, no momento, a situação na cidade é tranquila.

Anteriormente, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, prometeu avançar em direção de Manbij, onde estão sendo concentradas as forças das Unidades de Proteção Popular (YPG) curdas que Ancara considera como grupo terrorista.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas