Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Ministério da Defesa da China revela segredo do seu novo míssil balístico

Em 26 de abril, o Ministério da Defesa da China finalmente lançou luz sobre sua recente "arma mortífera".


Sputnik

Na quinta-feira (26), o representante da Defesa chinesa, Wu Qian, confirmou que o novo míssil balístico de longo alcance, que entrou recentemente em serviço no exército, chama-se Dong Feng-26 (DF-26).


Veículos militares lavando mísseis balísticos chineses DF-26
Veículos transportando o míssil chinês Dong Feng-26 (DF-26) © AFP 2018 / Andy Wong

Previamente foi informado que a Força de Mísseis Balísticos do Exército Popular de Libertação da China já recebeu um novo míssil balístico de longo alcance, aumentando significativamente as capacidades de defesa do país. No entanto, não foi divulgada informação nenhuma sobre que míssil em particular se trata.

"O Exército Popular de Libertação da China admitiu que se trata do DF-26, um míssil balístico de longo alcance de nova geração completamente desenvolvido pela China. Passou por todos os testes necessários e confirmou sua prontidão para combates. Depois de sua instalação, o míssil oficialmente entrou em serviço no exército chinês", afirmou Qian.

Ao mesmo tempo, ele ressaltou que a "estratégia nuclear da China tem caráter exclusivamente defensivo, não tendo a política da República Popular da China — em nenhum caso não usar armas nucleares primeiro — sofrido nenhuma alteração".

A nova arma é capaz tanto de realizar contra-ataque nuclear como atingir alvos terrestres e marítimos, inclusive navios de média e grande envergadura localizados a distâncias significativas.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas