Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Ministério da Defesa da China revela segredo do seu novo míssil balístico

Em 26 de abril, o Ministério da Defesa da China finalmente lançou luz sobre sua recente "arma mortífera".


Sputnik

Na quinta-feira (26), o representante da Defesa chinesa, Wu Qian, confirmou que o novo míssil balístico de longo alcance, que entrou recentemente em serviço no exército, chama-se Dong Feng-26 (DF-26).


Veículos militares lavando mísseis balísticos chineses DF-26
Veículos transportando o míssil chinês Dong Feng-26 (DF-26) © AFP 2018 / Andy Wong

Previamente foi informado que a Força de Mísseis Balísticos do Exército Popular de Libertação da China já recebeu um novo míssil balístico de longo alcance, aumentando significativamente as capacidades de defesa do país. No entanto, não foi divulgada informação nenhuma sobre que míssil em particular se trata.

"O Exército Popular de Libertação da China admitiu que se trata do DF-26, um míssil balístico de longo alcance de nova geração completamente desenvolvido pela China. Passou por todos os testes necessários e confirmou sua prontidão para combates. Depois de sua instalação, o míssil oficialmente entrou em serviço no exército chinês", afirmou Qian.

Ao mesmo tempo, ele ressaltou que a "estratégia nuclear da China tem caráter exclusivamente defensivo, não tendo a política da República Popular da China — em nenhum caso não usar armas nucleares primeiro — sofrido nenhuma alteração".

A nova arma é capaz tanto de realizar contra-ataque nuclear como atingir alvos terrestres e marítimos, inclusive navios de média e grande envergadura localizados a distâncias significativas.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas