Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Revista americana compara táticas de uso de robôs militares da Rússia e dos EUA

Depois dos testes do veículo de combate robótico Uran-9 na Síria, especialistas militares dos EUA analisaram o papel e o conceito de utilização de robôs em combate, tendo ainda comparado as caraterísticas dos robôs militares russos e norte-americanos.
Sputnik

Antes de tudo, o analista militar Charlie Gao da revista The National Interest prestou atenção à diferença fundamental na filosofia de planejamento militar dos EUA e da Rússia. 

Por exemplo, o Pentágono destaca cinco aplicações potenciais dos robôs. Entre elas estão a vigilância, o abastecimento de tropas, o apoio às tarefas cognitivas e físicas dos soldados, o aumento das capacidades de manobra, bem como a proteção das Forças Armadas. O exército norte-americano utiliza os robôs principalmente em tarefas auxiliares e de transporte de cargos.

Por sua vez, o Estado-Maior russo prevê usar os robôs em missões ofensivas, em ataques de vanguarda ou para neutralizar as posições do adversário em colaboração com as tropas convencionais.

"…

Ministro da Defesa russo indica onde Daesh está concentrando forças após derrota na Síria

Após serem derrotados no Iraque e na Síria, os terroristas do grupo Daesh (proibido na Rússia) estão se mudando para a Ásia Central e o Sudeste Asiático, afirmou o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu.


Sputnik

Segundo o ministro, na região "estão sendo criadas novas células terroristas". A afirmação foi feita durante a reunião dos ministros da Defesa da Organização de Cooperação de Xangai (OCX).


Militar das forças antiterroristas iraquianas perto de um graffiti mostrando o emblema do Daesh, Iraque (foto de arquivo)
Militar iraquiano com grafite do Daesh ao fundo © AP Photo / Hadi Mizban

A situação se agrava devido ao fato de os terroristas estarem utilizando armas modernas, incluindo drones, detalhou o ministro.

Em particular, sublinhou, os drones usados pelos radicais na Síria são capazes de operar a uma distância de mais de 100 quilômetros.

"É impossível produzir [tais drones] sem o apoio técnico dos países desenvolvidos. O uso destes veículos em áreas densamente povoadas pode ter consequências catastróficas", comentou Shoigu.

Em 19 de novembro passado, os terroristas do Daesh foram expulsos de seu último bastião, Al-Bukamal, na Síria. A libertação da cidade marcou o fim do califado autoproclamado em 2014. No Iraque, as autoridades anunciaram oficialmente a derrota do Daesh no país em 9 de dezembro de 2017.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas