Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA vão suspender Tratado INF se Rússia não cumprir acordo, diz vice-secretário de Estado

Os EUA vão suspender suas obrigações no Tratado INF, que trata a respeito armas nucleares de médio alcance, no dia 2 de fevereiro se a Rússia não apresentar provas de que está cumprindo o acordo, disse o vice-secretário de Estado.
Sputnik

Em outubro, o presidente dos EUA anunciou que seu país abandonaria o Tratado INF, assinado pelos Estados Unidos e pela União Soviética em 1987.


Trump argumentou que Moscou estava desenvolvendo mísseis que violam esse pacto.

Em 4 de dezembro, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse que Washington suspenderia sua adesão ao INF no prazo de 60 dias se a Rússia não voltasse a cumprir suas obrigações.

No entanto, a Rússia nega categoricamente todas as acusações. O líder russo, Vladimir Putin, declarou que Moscou se opõe à violação do Tratado INF, mas responderá se isso acontecer.

Não farão conosco o que fizeram com o Iraque e a Líbia, diz a Síria

A Síria não permitirá repetir o cenário de devastação e mudança de poder como no Iraque ou na Líbia, assegurou nesta terça-feira o representante permanente da Síria perante a ONU, Bashar Jaafari.


Sputnik

"Não permitiremos que ninguém, nem um membro permanente nem um membro não permanente do Conselho de Segurança, faça conosco o que fizeram com o Iraque e a Líbia", disse ele em uma reunião do Conselho de Segurança da ONU.


Embaixador da Síria na ONU, Bashar Jaafari
Embaixador da Síria na ONU, Bashar Jaafari © REUTERS/ Denis Balibouse

Dirigindo-se aos países ocidentais, Jaafari disse que "suas ameaças de agressão, manobras, mentiras e terrorismo nunca farão de nós, um dos Estados fundadores desta organização, mudar o caminho de nossos direitos e o cumprimento de nossos compromissos de acordo com Constituição nacional".

Ele acrescentou que seu país continuará a defender sua soberania e integridade territorial de qualquer agressão.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas