Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Novos ataques aéreos atingem Ghouta Oriental após alegado 'ataque químico'

Novos ataques aéreos atingiram neste domingo (8) os bairros de Ghouta Oriental, na Síria, ocupados por rebeldes, relatou um monitor, após mais de 80 pessoas terem sido mortas neste fim-de-semana, inclusive em um suposto ataque químico denunciado pelos EUA.


Sputnik

Os novos ataques aparecem em meio a relatos sobre um cessar-fogo e a possibilidade de reinício das negociações entre o governo sírio e o agrupamento radical Jaysh al-Islam, a última fação rebelde em Ghouta.


Fumaça em Ghouta Oriental
Ghouta Oriental, Síria © AFP 2018/ Ammar Suleiman

Alegações sobre um suposto ataque de cloro neste sábado (7) têm provocado uma vasta repercussão internacional, enquanto as mídias sírias e Moscou caracterizaram estes relatos como "fabricações", ressalta a agência AFP.

As forças de Assad recomeçaram nesta sexta-feira (6) sua ofensiva contra a cidade de Douma, última cidade controlada por rebeldes em Ghouta Oriental, após as conversações sobre a saída dos membros de Jaysh al-Islam terem fracassado.

O exército efetuou uma ofensiva maciça e duas evacuações negociadas para retomar o controle de 95% de Ghouta Oriental, anteriormente o maior reduto de rebeldes próximo a Damasco.

Na semana passada, esperava-se que Douma também seguisse esse exemplo, depois da evacuação de milhares de rebeldes e suas famílias, mas houve relatos sobre divisões entre os rebeldes e a recusa de alguns de saírem da área.


Comentários

Postagens mais visitadas