Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Pentágono: adversários obstruem trabalho de aviação estadunidense na Síria

Os aviões dos EUA que garantem o apoio às forças especiais dos EUA e militantes na Síria foram enfrentados por meios de guerra eletrônica, declarou, segundo informa o canal Fox News, o comandante da Força de Operações Especiais, general Tony Thomas.


Sputnik

Falando em uma conferência dedicada ao uso dos meios de guerra eletrônica na Síria, ele notou que a aviação norte-americana nessa república árabe funciona "nas condições mais agressivas na Terra". Conforme Thomas, os adversários dos EUA "a cada dia nos testam, bloqueiam os nossos meios de comunicação e desativam [os aviões de apoio às forças terrestres] AC-130", comunica o Fox News.


Avião de ataque ao solo AC-130 da Força Aérea dos EUA
AC-130 Hércules da USAF © AFP 2018 / Força Aérea dos EUA

Segundo a edição The Drive, Thomas não detalhou quem ele mencionou como "adversários", mas é muito provável que se tratasse da Rússia ou de forças apoiadas por ela.

A mídia aponta que os meios de guerra eletrônica são perigosos para o AC-130, já que são capazes de bloquear os sistemas de comunicação e transferência de dados que permitem às tripulações dos aviões coordenar os ataques com as forças terrestres e drones.

Mais cedo, o canal de televisão NBC, com referência a funcionários norte-americanos não especificados, comunicou que a Rússia bloqueou os sinais de rádio de drones norte-americanos na Síria, o que afetou consideravelmente as operações militares dos EUA.

De acordo com o canal, os militares russos começaram a criar interferências após os supostos ataques químicos em Ghouta Oriental. Por sua vez, no Conselho da Federação da Rússia (câmara alta do parlamento russo) negaram essas acusações.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas