Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Porta-aviões russo receberá novo armamento após modernização

Recentemente, foi anunciado que o único porta-aviões russo, Admiral Kuznetsov, será modernizado segundo o contrato fechado com um centro de reparação de embarcações russo.


Sputnik

O porta-aviões russo Admiral Kuznetsov será dotado do sistema antiaéreo naval, Pantsir, bem como de um novo equipamento energético, comunicou aos jornalistas o subcomandante da Marinha russa, Viktor Bursuk.


Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov (foto de arquivo)
Admiral Kuznetsov © Sputnik / Serviço de Imprensa da Frota do Norte/Andrey Luzik/USO EDITORIAL

"Os trabalhos serão iniciados já em maio. A defesa antiaérea será aperfeiçoada. Serão instalados novos sistemas da versão naval Pantsir", afirmou Bursuk, acrescentando que após a modernização, o equipamento energético do porta-aviões será também aperfeiçoado com a instalação de novas caldeiras e novas bombas hidráulicas.

De acordo com o subcomandante, depois de ser modernizada, a embarcação deverá voltar ao serviço ativo russo até 2021.

No momento, a Marinha da Rússia possui somente um porta-aviões, ou seja, cruzador pesado, Admiral Kuznetsov, que entrou em serviço ainda em 1991, na época da União Soviética.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas