Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Revista americana compara táticas de uso de robôs militares da Rússia e dos EUA

Depois dos testes do veículo de combate robótico Uran-9 na Síria, especialistas militares dos EUA analisaram o papel e o conceito de utilização de robôs em combate, tendo ainda comparado as caraterísticas dos robôs militares russos e norte-americanos.
Sputnik

Antes de tudo, o analista militar Charlie Gao da revista The National Interest prestou atenção à diferença fundamental na filosofia de planejamento militar dos EUA e da Rússia. 

Por exemplo, o Pentágono destaca cinco aplicações potenciais dos robôs. Entre elas estão a vigilância, o abastecimento de tropas, o apoio às tarefas cognitivas e físicas dos soldados, o aumento das capacidades de manobra, bem como a proteção das Forças Armadas. O exército norte-americano utiliza os robôs principalmente em tarefas auxiliares e de transporte de cargos.

Por sua vez, o Estado-Maior russo prevê usar os robôs em missões ofensivas, em ataques de vanguarda ou para neutralizar as posições do adversário em colaboração com as tropas convencionais.

"…

Porta-aviões russo receberá novo armamento após modernização

Recentemente, foi anunciado que o único porta-aviões russo, Admiral Kuznetsov, será modernizado segundo o contrato fechado com um centro de reparação de embarcações russo.


Sputnik

O porta-aviões russo Admiral Kuznetsov será dotado do sistema antiaéreo naval, Pantsir, bem como de um novo equipamento energético, comunicou aos jornalistas o subcomandante da Marinha russa, Viktor Bursuk.


Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov (foto de arquivo)
Admiral Kuznetsov © Sputnik / Serviço de Imprensa da Frota do Norte/Andrey Luzik/USO EDITORIAL

"Os trabalhos serão iniciados já em maio. A defesa antiaérea será aperfeiçoada. Serão instalados novos sistemas da versão naval Pantsir", afirmou Bursuk, acrescentando que após a modernização, o equipamento energético do porta-aviões será também aperfeiçoado com a instalação de novas caldeiras e novas bombas hidráulicas.

De acordo com o subcomandante, depois de ser modernizada, a embarcação deverá voltar ao serviço ativo russo até 2021.

No momento, a Marinha da Rússia possui somente um porta-aviões, ou seja, cruzador pesado, Admiral Kuznetsov, que entrou em serviço ainda em 1991, na época da União Soviética.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas