Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Portugal cancela modernização dos C-130 Hércules

O projeto inicial de modernização das aeronaves de transporte da Força Aérea C-130 foi cancelado e a frota será antes alvo de modificações e manutenção até os KC-390, que os vão substituir, estarem operacionais, prevê um despacho


Diário de Notícias | Poder Aéreo

O despacho do ministro da Defesa Nacional, hoje publicado em Diário da República, cancela o projeto de modernização das aeronaves C-130 tal como tinha sido definido num despacho de 2016, que previa um investimento de 29 milhões de euros.

Embraer KC-390 | Reprodução

Face ao início das negociações para a aquisição de cinco aeronaves KC-390 para substituir os C-130, autorizadas em junho de 2017, o Governo optou por cancelar o projeto inicial e transferir as verbas para “garantir a sustentação” dos C-130 “até ser atingida a Capacidade Operacional Final do KC-390”.

O despacho prevê o aproveitamento do “cofinanciamento europeu” para a modificação dos sistemas internos dos C-130 e dos aviões Falcon 50 (três) para os adaptar com sistemas mais precisos face aos requisitos europeus criados devido ao aumento do tráfego aéreo na Europa.

A modificação dos C-130 deverá implicar um investimento no valor máximo de 19 milhões e 60 mil euros, prevê o despacho, que autoriza também 2,6 milhões de euros para a “sustentação da frota C-130” até ser atingida a Capacidade Operacional Final do KC-390.

A modificação dos sistemas dos aviões Falcon 50 custará no máximo 4,4 milhões de euros, indica o despacho.


Comentários

Postagens mais visitadas