Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Lançamento do Submarino Riachuelo – S40 (VIDEO)

Hoje, 14 de dezembro, às 10h da manhã em Itaguaí-RJ, teve início a Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo, o primeiro de uma série de quatro submarinos convencionais e um nuclear que estão sendo construídos pela Marinha do Brasil. A cerimônia conta com a presença do Presidente da República.
Poder Naval

O nome do primeiro submarino, “Riachuelo”, é alusivo à Batalha Naval do Riachuelo, considerada decisiva na Guerra do Paraguai, com atuação destacada da Marinha do Brasil.


Acompanhe a Cerimônia em tempo real no vídeo no final deste post.
Prosub

O Brasil tem o mar como uma forte referência em todo o seu desenvolvimento. É nessa área marítima que os brasileiros desenvolvem as atividades pesqueiras, o comércio exterior e a exploração de recursos biológicos e minerais. A imensa riqueza das águas, do leito e do subsolo marinho nesse território justifica seu nome: Amazônia Azul.

A Amazônia Azul cobre uma área de 3,5 milhões de quilômetros quadrados. Mas o país pleiteia na Organização das Naç…

Presidente francês a Putin: 'Moscou é cúmplice no uso de armas químicas na Síria'

O presidente francês afirmou que os mísseis lançados por jatos franceses como parte do ataque conjunto contra instalações sírias atingiram todos os alvos planejados.


Sputnik

Macron informou ainda que disse ao presidente russo, Vladimir Putin, que Moscou é cúmplice no suposto uso de armas químicas em Douma, na Síria. Aos jornalistas, o presidente garantiu que a operação contra a Síria era "legítima" e conduzida dentro da legalidade prevista na comunidade internacional.


O presidente russo Vladimir Putin e o presidente francês Emmanuel Macron reuniram-se no Grand Trianon do Palácio de Versalhes em Paris, 29 de maio de 2017
Emmanuel Macron e Vladimir Putin © Foto : Russian Presidential Press Office

A França foi um dos três países que, ao lado dos EUA e do Reino Unido, atacaram instalações sírias em represália ao suposto uso de armas químicas em Douma. A liderança síria negou qualquer envolvimento no ataque e convidou os especialistas da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) para investigar a denúncia.

De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, os três países dispararam mais de 100 mísseis de cruzeiro e terra-ar, a maioria abatida pela defesa aérea síria. De acordo com Damasco, o ataque danificou infraestrutura da Síria e deixou três civis feridos.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou no sábado que os bombardeios foram realizados em violação das normas e princípios do direito internacional.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas