Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Rússia insinua que EUA querem destruir provas de uso de armas químicas

Os mísseis com os quais os EUA querem atacar a Síria podem destruir as provas do uso de armas químicas nesse país, sugeriu nesta quarta-feira a porta-voz da Chancelaria russa, Maria Zakharova, em mensagem de resposta ao tweet do presidente dos EUA, Donald Trump, sobre um iminente bombardeio.


EFE

"Os inspetores da OPAQ (Organização para a Proibição das Armas Químicas) já sabem que os mísseis inteligentes vão eliminar agora todo rastro do uso de armas químicas? ", se perguntou Zakharova em mensagem publicada em sua conta do Facebook.


Resultado de imagem para Maria Zakharova
Porta-voz da Chancelaria russa, Maria Zakharova | Reprodução

A porta-voz de Relações Exteriores respondeu assim ao tweet de Trump no qual advertiu à Rússia que se prepare para derrubar os mísseis "lindos, novos e inteligentes" que os EUA planejam disparar contra a Síria em represália pelo suposto ataque com armas químicas em Duma.

"A Rússia promete derrubar todos os mísseis disparados contra a Síria. Prepara-te, Rússia! Não deveria ser cúmplice de um animal que mata com gás, que mata sua gente e desfruta disso!", escreveu Trump em sua conta do Twitter.

Zakharova disse que "os mísseis inteligentes devem ser dirigidos contra os terroristas e não contra um governo legítimo que há tantos anos luta contra o terrorismo internacional em seu território".

A porta-voz insistiu que talvez o propósito destes planos seja "apagar todas as marcas da provocação (suposto uso de armas químicas) com ataques com mísseis inteligentes" para que os inspetores internacionais não possam encontrar nada de provas.

Moscou advertiu previamente a Washington sobre as "graves consequências" do possível ataque contra o Exército sírio, especialmente se o uso da força afetar as tropas russas desdobradas no país.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas