Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Rússia não aceitará resultado da investigação do caso Skripal sem envolver seus peritos

Moscou não aceitará qualquer resultado de investigações sobre o envenenamento de ex-espião russo, Sergei Skripal, realizadas sem especialistas russos. A declaração é do representante permanente da Rússia na Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), Alexandr Shulgin.


Sputnik

"Não aceitaremos nenhum resultado desta investigação se os especialistas russos não participarem", disse Shulgin ao canal Rossiya 1.


Sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), em Haia, na Holanda
Sede da OPAQ em Haia, Holanda © AP Photo/ Peter Dejong

Ele destacou que a função dos peritos OPAQ consiste "somente em examinar a composição química da substância usada em Salisbury".

"Mas sem indicar o país de origem nem de estabelecer quem são os responsáveis, este não é o seu mandato", disse o representante da Rússia.

Shulgin acrescentou que os peritos da organização internacional já estão examinando as amostras coletadas em Salisbury e "os resultados serão anunciados no final desta semana ou início da próxima".

"Estamos prontos para um diálogo aberto, estamos prontos para cooperar com a OPAQ e dentro da OPAQ, por isso convocamos uma sessão especial desta organização para 4 de abril", disse o diplomata russo.

No dia 4 de março, o ex-oficial de inteligência russo Skripal, que também trabalhava para a inteligência britânica, foi encontrado inconsciente junto com sua filha em um banco de um shopping na cidade de Salisbury.

Especialistas britânicos acreditam que eles tenham sido atacados com o agente nervoso A-234 (também conhecido como "Novichok"). Os britânicos alegam que esta substância tóxica teria sido desenvolvida na União Soviética e colocam a culpa do ocorrido na Rússia. Moscou repetidamente rejeitou todas as acusações, qualificando-as infundadas.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas