Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Rússia não aceitará resultado da investigação do caso Skripal sem envolver seus peritos

Moscou não aceitará qualquer resultado de investigações sobre o envenenamento de ex-espião russo, Sergei Skripal, realizadas sem especialistas russos. A declaração é do representante permanente da Rússia na Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), Alexandr Shulgin.


Sputnik

"Não aceitaremos nenhum resultado desta investigação se os especialistas russos não participarem", disse Shulgin ao canal Rossiya 1.


Sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), em Haia, na Holanda
Sede da OPAQ em Haia, Holanda © AP Photo/ Peter Dejong

Ele destacou que a função dos peritos OPAQ consiste "somente em examinar a composição química da substância usada em Salisbury".

"Mas sem indicar o país de origem nem de estabelecer quem são os responsáveis, este não é o seu mandato", disse o representante da Rússia.

Shulgin acrescentou que os peritos da organização internacional já estão examinando as amostras coletadas em Salisbury e "os resultados serão anunciados no final desta semana ou início da próxima".

"Estamos prontos para um diálogo aberto, estamos prontos para cooperar com a OPAQ e dentro da OPAQ, por isso convocamos uma sessão especial desta organização para 4 de abril", disse o diplomata russo.

No dia 4 de março, o ex-oficial de inteligência russo Skripal, que também trabalhava para a inteligência britânica, foi encontrado inconsciente junto com sua filha em um banco de um shopping na cidade de Salisbury.

Especialistas britânicos acreditam que eles tenham sido atacados com o agente nervoso A-234 (também conhecido como "Novichok"). Os britânicos alegam que esta substância tóxica teria sido desenvolvida na União Soviética e colocam a culpa do ocorrido na Rússia. Moscou repetidamente rejeitou todas as acusações, qualificando-as infundadas.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas