Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Rússia: terroristas não poderão mais atacar Damasco a partir de Ghouta Oriental

Os terroristas não têm mais a possibilidade de realizar ataques de morteiros contra a capital da Síria a partir dos subúrbios de Ghouta Oriental, onde ficavam baseadas as principais forças dos seus combatentes, informou nesta quarta-feira o vice-comandante em chefe do Exército da Rússia, tenente-general Sergei Kuralenko.


Sputnik

"Pela primeira vez, desde 2012, as forças governamentais entraram em Jobar e Kharasta (localidades em Ghouta Oriental). A possibilidade de ataques de morteiro contra Damasco foi completamente liquidada", disse o militar durante a conferência de segurança internacional de Moscou. 


Damasco, Síria
Damasco, capital da Síria © Sputnik/ Mikhail Voskresenskii

Segundo o general, desde 27 de fevereiro está em curso "uma operação humanitária sem precedentes" para evacuar a população de Ghouta Otiental, que estava sendo mantida na região pelos terroristas.

Além disso, durante esse período, mais de 17,4 mil terroristas foram transferidos de Ghouta Oriental para Idlib, através dos corredores humanitários e sob a supervisão da Polícia Militar do exército russo.


Postar um comentário