Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Cerimônia de Lançamento do Submarino Riachuelo

Temer e Bolsonaro participaram de lançamento do submarino Riachuelo
EBC | DefesaNet

O presidente Michel Temer e o presidente eleito, Jair Bolsonaro, participaram na manhã de hoje (14) da cerimônia de lançamento ao mar do submarino Riachuelo, no Complexo Naval de Itaguaí (RJ). O Riachuelo é o primeiro do Programa de Desenvolvimento de Submarinos, que tem parceria com a França.

A primeira-dama Marcela Temer, madrinha do Riachuelo, batizou o submarino quebrando uma garrafa contra o casco e pediu a bênção ao submarino e aos marinheiros que o navegarem.

“Estamos dando prova renovada da excelência da nossa indústria naval. Estamos mostrando que juntos somos capazes de superar qualquer desafio. País de vocação pacífica, o Brasil constrói seu submarino, não para ameaçar quem quer que seja, não para perturbar a tranquilidade das águas internacionais. O Brasil constrói seus submarinos, porque um país com mais de 7 mil quilômetros de costa, não pode prescindir de instrumentos para defesa de sua sobe…

Rússia: todas condições foram criadas para OPAQ investigar Douma

As autoridades sírias criaram todas as condições para o trabalho normal da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) em Douma, na Síria. A sua segurança está sendo assegurada, disse nesta segunda-feira o Representante Permanente da Rússia na ONU em Genebra, Gennady Gatilov.


Sputnik

"Os especialistas da OPAQ estão atualmente no local para determinar a verdade. As autoridades sírias e representantes da polícia militar russa estão apoiando-os em todos os sentidos. Todas as condições para que trabalhem normalmente foram criadas. Primeiro de tudo, do ponto de vista de assegurar sua segurança ", disse Gatilov a repórteres.


Forças governamentais sírias avançam com ofensiva na cidade de Douma, último baluarte de rebeldes na região de Ghouta Oriental, 8 de abril de 2018
Douma, Síria © AFP 2018 / Stringer

O Representante Permanente junto ao Escritório da ONU em Genebra também disse que a possível transferência das conversações sobre a Síria sob a égide da ONU de Genebra para Viena não está sendo considerada no momento.

"Genebra continua a ser o anfitrião das conversações sírias. Seria lógico manter o processo de negociação neste formato… De qualquer forma, não se fala sobre a transferência da plataforma de negociação de Genebra para Viena", disse Gatilov aos repórteres em Genebra..

A ministra austríaca das Relações Exteriores, Karin Kneissl, propôs anteriormente Viena como anfitrião alternativo para as conversações de paz sírias, que estão sendo realizadas em Genebra sob a égide das Nações Unidas.

Segundo Kneissl, a Áustria também poderia assumir o papel de mediadora de do conflito sírio, se receber o mandato apropriado.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas