Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Sede do Crescente Vermelho em Duma é fechada por ofensiva governamental síria

A sede do Crescente Vermelho em Duma, reduto rebelde nos arredores de Damasco, foi fechada decido à ofensiva governamental lançada contra a cidade síria, segundo informou a organização humanitária neste domingo.


EFE

Cairo - As instalações foram "declaradas fora de serviço" no sábado pela "situação em desenvolvimento" em Duma, em alusão à ofensiva militar, indicou a entidade.


Trabalhadores do Crescente Vermelho em Duma em foto de março de 2018. EFE/ Youssef Badawi
Trabalhadores do Crescente Vermelho em Duma em foto de março de 2018. EFE/ Youssef Badawi

O Crescente Vermelho explicou que, apesar do fechamento, continuará a prestar serviços em Duma, da mesma forma que no restante da Síria, mas reiterou a importância de se garantir a segurança dos voluntários e das instalações usadas para a assistência humanitária.

Duma é alvo de uma ofensiva governamental desde a sexta-feira passada, após o fracasso das negociações entre a Rússia e o grupo Exército do Islã, que controla a cidade.

O novo aumento da violência causou a morte de 96 civis, entre eles 27 crianças e 16 mulheres em Duma, segundo a última apuração do Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O Observatório informou que os bombardeios na cidade foram interrompidos neste domingo, depois que o governo sírio anunciou que o Exército do Islã se ofereceu a voltar às negociações.

A Defesa Civil síria e ONGs denunciaram que as forças leais ao presidente Bashar al Assad realizaram no sábado um ataque químico em Duma que causou a morte de pelo menos 42 civis e feriu outros 500. Tanto as autoridades sírias como a Rússia negaram o uso de armas químicas nos bombardeios de Duma.

Postar um comentário