Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Tensões com a Ucrânia: Rússia pode ficar permanentemente em área do mar Negro

O comando da Frota do Mar Negro da Rússia está considerando a questão de garantir a segurança da navegação na parte nordeste do mar Negro, em particular, a presença permanente de forças e equipamentos navais nesta área, além de guardas de fronteira marítima, disse uma fonte de segurança da Crimeia à Sputnik nesta terça-feira.


Sputnik

Em 26 de março, guardas de fronteira ucranianos detiveram o navio russo Nord, alegando que sua tripulação havia violado a fronteira marítima.


Navio patrulheiro da Frota do Mar Negro Pytlivy
Navio Patrulha russo Pytlivy, da Frota do Mar Negro © Sputnik/ Sergei Petrosyan

O Ministério de Relações Exteriores da Rússia exige que o lado ucraniano devolva o navio capturado, que fica no porto ucraniano de Berdyansk, e libere a tripulação.

"A ameaça da pirataria estatal ucraniana já emergiu: se a ordem apropriada for recebida, a Frota do Mar Negro, incluindo sua aviação, começará a garantir a segurança da navegação russa, isto é, estará presente na parte nordeste do país e na zona da bacia de Azov", revelou a fonte.

Ações agressivas de guardas de fronteira marítimos ucranianos em águas internacionais representam não apenas o risco de apreensão de navios russos, mas também a formação de pirataria em nível estatal, ressaltou a fonte.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas