Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

UE alerta Síria sobre novas sanções, pede para Rússia e Irã agirem

A União Européia (UE) pediu no sábado que Rússia e Irã ajudem a impedir novos ataques com armas químicas do governo sírio, alertando para novas sanções econômicas contra aquele país.


Robin Emmott | Reuters

BRUXELAS - “A UE apela a todos os países, especialmente à Rússia e ao Irã, para que usem sua influência para impedir qualquer novo uso de armas químicas, principalmente pelo regime sírio”, afirmou a União Européia em um comunicado.


Resultado de imagem para uniao europeia

O comunicado afirma que a UE impôs sanções à Síria em julho de 2017 e março deste ano e que “está sempre pronta para considerar a imposição de novas medidas”.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas