Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Vem à tona origem do armamento que radicais entregaram ao exército sírio

Os combatentes dos grupos radiais Jaysh al-Islam e Forças de Ahmad-al-Abdo, em Qalamoun oriental, mais especificamente no nordeste da província de Damasco, entregaram ao exército sírio armamentos de grande e médio porte em troca da permissão de saída da zona junto com suas famílias.


Sputnik

Como resultado, nas mãos do exército sírio ficaram grandes arsenais de armamento e novíssimos meios de comunicação.


Armamento entregue ao exército sírio pelos grupos radicais
Armamento entregue ao exército sírio pelos grupos radicais © SPUTNIK / YAZAN KALASH

Uma fonte militar do exército da Síria, entrevistado pela Sputnik Árabe, revelou que tipos de armamento os radicais entregaram ao exército governamental.

"Foram encontrados mísseis de produção chinesa, munições canadenses, meios de comunicação por satélite da França, bem como lançadores do sistema de defesa antiaérea Strela e mísseis Islam 4 e Islam 5 de produção local", contou a fonte.

"Além disso, o arsenal inclui 30 tanques T-62, T-55, T-72, morteiros de 60, 82 e 120 mm, além de canhões de 122 e 130 mm, mísseis terra-ar e mísseis antiaéreos Cobra", acrescentou.

De acordo com a fonte, os radicais entregaram mísseis roubados ainda em 2014 de um armazém do exército sírio, bem como mísseis Scud com lançadores que os extremistas fizeram por conta própria.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas