Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Analista sobre mísseis S-500: Rússia é líder mundial em defesa antiaérea

A mídia ocidental se referiu ao sistema russo de defesa antiaérea S-500 Prometei como único. O especialista militar, Viktor Baranets, contou em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik as particularidades deste sistema.


Sputnik

Conforme a edição Military Watch Magazine, o início da produção em série do novo sistema será um marco significativo para a Rússia e seus parceiros militares.


Resultado de imagem para s-500 prometey
S-500 Prometei | Reprodução

O objetivo é repelir novas ameaças, o que requer modernização do arsenal da defesa antimíssil. Levando em conta que os países ocidentais apostam no desenvolvimento de mísseis balísticos intercontinentais e hipersônicos, finalizar o desenvolvimento dos S-500 é uma tarefa estratégica, reforça o artigo.

O especialista militar, Viktor Baranets, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, contou as características distintivas do sistema S-500.

"Sobre o que se fala a tanto tempo, agora está passando para a fase prática — nas duas fábricas de defesa estão em plena preparação os sistemas de defesa antiaérea da nova geração, digamos de quinta geração, que será chamado de S-500 ou Prometei. E vale ressaltar que qualquer arma nova não aparece do nada — trata-se do desenvolvimento adiante dos mísseis S-400 com novas qualidades ou até detalhes exclusivamente novos. Por exemplo, os mísseis S-500 serão desenhados para escolher com que míssil derrubar diferentes alvos. Nossos especialistas estão tratando da questão muito racionalmente. E é um dos traços distintivos do sistema. O segundo é que o sistema, em comparação com o S-400, tem um alcance muito maior — de até 600 quilômetros. Mas, para mim, o 'trunfo' dos mísseis S-500 é que ele é capaz de avistar alvos a mais de 2.000 quilômetros. Ninguém mais tem tais sistemas", afirmou Baranets.

Conforme ele, até os EUA ainda não são capazes de criar análogo aos sistemas antiaéreos russos.

"No que se refere ao desenvolvimento de sistemas antiaéreos, a Rússia ocupa firmemente liderança mundial. Quaisquer que sejam os esforços dos norte-americanos para criar até mesmo um análogo do nosso sistema S-300, […] não conseguiram nada; Por enquanto pararam nos sistemas Patriot que, pelas suas características táticas e técnicas, estão muito atrasados em comparação com os S-300, nem precisando comparar aos S-400 ou ainda mais aos S-500", resumiu o analista.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas