Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Ataque a bomba dentro de mesquita deixa 17 mortos no Afeganistão

Atentado não foi reivindicado por Taleban ou Estado Islâmico; templo era usado como local de votação.


Por G1


Um ataque a bomba dentro de uma mesquita no Afeganistão deixou 17 pessoas mortas e outras 33 feridas neste domingo (6), informaram autoridades oficiais afegãos.

Afegão ferido é levado para o hospital após explosão em mesquita deixar mais de 10 mortos no Afeganistão. (Foto: Farid Zahir/France Presse)
Afegão ferido é levado para o hospital após explosão em mesquita deixar mais de 10 mortos no Afeganistão. (Foto: Farid Zahir/France Presse)

O templo foi usado como local de votação na última eleição presidencial e provavelmente iria hospedar um colégio eleitoral no próximo pleito, que será realizado em outubro deste ano.

Habib Shah Ansari, o líder de saúde pública da província de Khost, confirmou o ataque na cidade de Khost, capital da localidade.

Até o momento, nenhum grupo radical reivindicou o atentado, mas tanto Taleban quanto Estado Islâmico rejeitam eleições.

*com informações da Associated Press

Comentários

Postagens mais visitadas