Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Ataque contra centro de eleitores deixa 14 mortos e 33 feridos no Afeganistão

Um ataque contra uma mesquita na qual funciona um centro de registro de eleitores deixou 14 mortos e 33 feridos neste domingo na província de Khost, no sudeste do Afeganistão.


EFE

Cabul - A explosão ocorreu por volta das 14h20 (hora local; 6h50 em Brasília), na mesquita Yaqubi. O centro de eleitores no interior do local já desenvolve trabalhos para as eleições parlamentares de 20 de outubro, segundo afirmou o porta-voz do governador da região, Taliban Mangal.


Resultado de imagem para Ataque contra centro de eleitores deixa 14 mortos e 33 feridos no Afeganistão
Ataque contra centro de registro de eleitores deixa ao menos 14 mortos no Afeganistão - TNH1

De acordo com a fonte, o número de vítimas ainda pode aumentar nas próximas horas e nenhum grupo insurgente reivindicou a autoria do atentado por enquanto.

Há duas semanas, duas explosões em centros de registro de eleitores causaram mais mortes e deixaram dezenas de feridos em meio a uma nova dinâmica de ataques insurgentes contra alvos eleitorais.

Nessa ocasião, 57 pessoas morreram e 119 ficaram feridas em um atentado suicida contra um centro de registro de eleitores em Kabul, enquanto uma bomba colocada na estrada explodiu durante a passagem de um veículo perto de outro desses centros no norte do país, causando seis mortes.

O Afeganistão atravessa um dos períodos mais sangrentos desde o fim da missão de combate da Otan, em janeiro de 2015.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas