Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Ataque contra centro de eleitores deixa 14 mortos e 33 feridos no Afeganistão

Um ataque contra uma mesquita na qual funciona um centro de registro de eleitores deixou 14 mortos e 33 feridos neste domingo na província de Khost, no sudeste do Afeganistão.


EFE

Cabul - A explosão ocorreu por volta das 14h20 (hora local; 6h50 em Brasília), na mesquita Yaqubi. O centro de eleitores no interior do local já desenvolve trabalhos para as eleições parlamentares de 20 de outubro, segundo afirmou o porta-voz do governador da região, Taliban Mangal.


Resultado de imagem para Ataque contra centro de eleitores deixa 14 mortos e 33 feridos no Afeganistão
Ataque contra centro de registro de eleitores deixa ao menos 14 mortos no Afeganistão - TNH1

De acordo com a fonte, o número de vítimas ainda pode aumentar nas próximas horas e nenhum grupo insurgente reivindicou a autoria do atentado por enquanto.

Há duas semanas, duas explosões em centros de registro de eleitores causaram mais mortes e deixaram dezenas de feridos em meio a uma nova dinâmica de ataques insurgentes contra alvos eleitorais.

Nessa ocasião, 57 pessoas morreram e 119 ficaram feridas em um atentado suicida contra um centro de registro de eleitores em Kabul, enquanto uma bomba colocada na estrada explodiu durante a passagem de um veículo perto de outro desses centros no norte do país, causando seis mortes.

O Afeganistão atravessa um dos períodos mais sangrentos desde o fim da missão de combate da Otan, em janeiro de 2015.

Postar um comentário